Flávio Bolsonaro diz que usou recursos de venda de imóvel e de loja de chocolates no Rio para comprar mansão de R$ 6 milhões em Brasília

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) afirmou nesta terça-feira que comprou no início do ano uma mansão no valor de R$ 6 milhões no Lago Sul, bairro nobre de Brasília, com recursos da venda de seu imóvel no Rio de Janeiro e também de uma franquia de chocolates na capita fuminense. Em sua manifestação, Flávio disse ainda que a maior parte do valor da operação foi financiada por um banco “numa taxa que foi aprovada conforme meu rendimento familiar”.

O filho do presidente Jair Bolsonaro é investigado por suspeita de realizar lavagem de dinheiro por meio da venda e compra de imóveis, na suposta existência de um esquema de desvios de recursos dos salários de seus assessores quando era deputado estadual da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Em nota divulgada pela assessoria do senador na manhã desta terça, a justificativa foi de que a mansão havia sido adquirida pelo senador “com recursos próprios, em especial oriundos da venda seu imóvel no Rio de Janeiro”. Mais tarde, em vídeo publicado em um perfil de Flávio nas redes sociais, o próprio senador citou os recursos oriundos de sua loja de chocolates no Rio – que também é alvo de investigação do Ministério Público do Rio (MP-RJ).

“Sendo bastante objetivo, vendi o imóvel que eu tinha no Rio de Janeiro, vendi uma franquia que eu possuía, também no Rio de Janeiro. Dei uma entrada numa casa aqui em Brasília e a maior parte dessa casa tá sendo financiada no banco, numa taxa que foi aprovada conforme o meu rendimento familiar, como qualquer pessoa pode fazer no Brasil”, afirmou Flávio no vídeo.

. Foto: Editoria de Arte

O senador disse também que ainda não há escritura pública da venda do imóvel no Rio por se tratar de “um instrumento particular de compra e venda”, mas que o registro será feito “após o processo de elaboração das certidões”.

A compra da casa foi revelada nesta segunda-feira pelo site “O Antagonista”. O GLOBO também teve acesso ao registro do negócio em cartório, cujo valor da compra foi de R$ 5,97 milhões. O documento informa que o imóvel tem 2.400 m², fica localizado em uma área batizada de “Setor de Mansões Dom Bosco” e teve a aquisição registrada no dia 29 de janeiro. Constam como compradores Flávio e sua esposa, Fernanda Antunes Figueira Bolsonaro, com quem é casado sob comunhão parcial de bens. A vendedora é a RVA Construções e Incorporações.

A certidão do imóvel registra que, do total do imóvel, houve a contratação de um financiamento junto ao Banco de Brasília (BRB) para o pagamento de R$ 3,1 milhões. Serão 360 prestações mensais, com taxas de juros entre 3,65% e 4,85%. Flávio ganha salário de R$ 33 mil mensais como senador.

O valor do imóvel é quase quatro vezes o patrimônio declarado por ele nas eleições de 2018. Naquele ano, ele de informou possuir bens no valor total de R$ 1,7 milhão, incluindo dois imóveis e participações em uma loja de chocolates — recentemente, Flávio vendeu a participação na loja.

Em sua manifestação nesta terça-feira, Flávio disse que solicitou ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI), responsável pela segurança da família presidencial, que “intensifique a segurança em torno da residência” após o endereço ter sido revelado. O Globo

Deixe uma resposta