Ala do MDB deve dar palanque a Lula no MA e em pelo menos nove estados

Uma ala do MDB pretende dar palanque ao ex-presidente Lula em pelo menos dez estados nas eleições deste ano. Os detalhes ainda serão acertados em reunião que será realizada entre o petista e integrantes do partido na próxima segunda-feira, em São Paulo.

A expectativa é que o Lula tenha o apoio do MDB no Amazonas, Rio Grande do Norte, Piauí, Ceará, Maranhão, Pará, Pernambuco, Bahia, Alagoas e Paraíba. As negociações se intensificaram hoje durante reunião entre Lula e integrantes do MDB no Senado.

O petista está em Brasília para compromissos políticos e também participará de um ato do partido hoje à tarde. Amanhã, Lula conversa com integrantes do PSD, entre os quais o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

“Estamos conversando ainda sobre como será o apoio”, disse a este site o líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (AM). Braga é pré-candidato ao governo estadual. Em Alagoas, Lula vai apoiar o filho do senador Renan Calheiros, Renan Filho (foto).

Braga ressaltou, porém, que os acertos regionais não irão afetar a candidatura presidencial da também senadora Simone Tebet (MS). “Nós do partido estamos liberados a negociar os acordos regionais”, acrescentou.

Segundo dirigentes do MDB, tratou-se de um “jogo combinado”. O discurso é de que, apesar da candidatura de Tebet, a cúpula da legenda deu aval a essas alianças com o PT e com Lula, por compreender a importância do apoio do ex-presidente aos projetos dos emedebistas nos estados.

Integrantes da cúpula do MDB dizem que as lideranças do partido no estado mantiveram o presidente nacional da sigla, Baleia Rossi (SP), informado de todos os passos. O próprio dirigente mantém contato com lideranças do PT e coordenadores da campanha de Lula para discutir essas alianças.

Em troca do aval a essas negociações nos estados, o presidente do MDB pediu aos caciques do partido que estarão Lula que não criem obstáculos na convenção em que a candidatura de Tebet será oficializada. Baleia está tão confiante no acerto, que até cogita fazer o evento de forma virtual. (O Antagonista e Metrópoles)

Deixe uma resposta