Bolsonaro diz que quer “arrancar o PCdoB do Maranhão”; Dino diz que são “bravatas no cercadinho”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em conversa com apoiadores, na manhã deste domingo (2/4), afirmou que tiraria o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB-MA), que exerce seu segundo mandato.

“Vamos arrancar esse PCdoB do Maranhão”, disse.

Em uma recepção não planejada a apoiadores, na porta do Palácio da Alvorada, Bolsonaro também ventilou a possibilidade de apoiar uma possível campanha eleitoral de ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, no estado de São Paulo. “Estou querendo emprestar o Tarcísio para São Paulo. Entendeu o recado aí, né?”.

No twitter, Flávio Dino respondeu:

“O presidente pediu um “sinal”. Então os apoiadores restantes deram o tal sinal (“eu autorizo”). E o que acontecerá amanhã ? A especialidade de Bolsonaro: NADA. No máximo, algumas bravatas no “cercadinho”. Depois, o ócio de sempre. Trabalho ? Chance zero”, postou.

Márcio Jerry, presidente do PCdoB do Maranhão e secretário de Cidades e Desenvolvimento do governo Dino, reagiu à declaração pelas redes sociais: “Respeita os maranhenses, genocida”.

“Bolsonaro estaria salvando milhares de vidas se fizesse como presidente o que o governo @FlavioDino faz no Maranhão. Com o @PCdoB_Oficial @PCdoBMaranhao , Maranhão vai bem, obrigado. Já o Brasil com o genocida à frente vai infelizmente de mal a pior”, acrescentou Jerry.

3 pensou em “Bolsonaro diz que quer “arrancar o PCdoB do Maranhão”; Dino diz que são “bravatas no cercadinho”

  1. Quem é esse …. chamado Márcio Jerry pra chamar alguém de genocida? Um … desse que ficou milionário as custas da misérias dos maranhenses. Vcs serão enxotados do MA comunistas …

    • No dia 01º esses covardes não saíram na rua. Engraçado a direita tomou a rua, tomou o 1º de maio. Achei esquisito…

      Bom…, vejamos algo mais. Eis:

      Ao pensar é preciso expressar aquilo que as faculdades não falam. O “lado obscuro da lua”:

      Eis aí a pura e profunda realidade sociológica e filosófica:

      Com a “Copa das Copas®” do PT®, em vez de se construir hospitais, construiu-se prédios inúteis!
      A Copa das Copas®, do PT© e de lula©. Sempre se utiliza de propaganda, narrativas e publicidades sofisticadas e bem feitas para enganar e praticar lavagem-cerebral nos meios de comunicação. Não se desenvolve a imaginação.

      E hoje precisamos muito mais de eventos sérios e artísticos. De um Brasil que se perdeu nessa década de 2010 pra cá. Um mau gosto enorme dos políticos que vieram durante esse período. Sempre com um mau gosto imenso. E o país sem escola para novas gerações. Tudo foi por água abaixo — naturalmente.

      Excelentes escolas precisamos! Educação de 1ª. Necessitamos sim de educação como a de Helsinque, Europa, e da Coreia (do sul, naturalmente).
      Não precisamos de políticos tricksters. Precisamos de educação de qualidade no Brasil. Sobretudo das crianças pequenas.

      O que é trickster? “Trickster” é, na mitologia, e no estudo do folclore e religião, um deus, deusa, espírito, homem, mulher, ou animal antropomórfico que prega peças sem se perceber.

      É uma espécie de Malandro®. Um personagem que usa de astúcia, em vez de força ou autoridade, para realizar seus objetivos (escusos).

      Aí fiquei pensando nos personagens das historinhas que nos são contadas onde há dentro dessas historinhas essas sabedorias. Lembrei da raposa, com sua malandragem suave e dócil (fingida). E me lembrei do Lobo, de Chapeuzinho Vermelho.

      Portanto, deve ser um vigarista, truculento, e picareta. Lembrei imediatamente do Molusco® apedeuta, dos Ministros Petistas sindicalistas e do PT® em geral. Trapaceiros.

      O PT© é barango. Idem PCdoB. O Kitsch político contemporâneo.

      Precisamos sim de alta cultura. Não de cultura de massas. Indústria cultural (que não é o mesmo que cultura popular). Mire-se em Theodor Adorno.

      O pessoal de nossas escolas precisa de Machado de Assis. Villa-Lobos. Drummond. Kafka. Graça Aranha, Aluísio de Azevedo, do Maranhão. Rachel de Queiroz. E das Sinfonias de Mozart — abstratas e universais instrumentais. Nossas escolas são péssimas.

      O que o Brasil precisa: bons hospitais novos e escolas. Só isso. O resto o povo faz, certo? Ou não?
      O que o PCdoB jamais fez ou faz.

Deixe uma resposta