Bolsonaro duvida de Weintraub

Vera Magalhães

Não colou muito com Jair Bolsonaro a justificativa dada pelo ministro Abraham Weintraub (Educação), de que sem querer acabou retuitando um post do youtuber Nando Moura que chama o presidente de traidor por ter sancionado a lei anticrime sem atender às recomendações de vetos de Sérgio Moro. É o que informa nota da revista Crusoé.

Bolsonaro vinha defendendo Weintraub das críticas pelas polêmicas geradas e pela paralisia no Ministério da Educação. Mas quando se trata de cobrar fidelidade dos auxiliares e de ver conspirações por todos os lados, o presidente costuma ser implacável.

Então, a cabeça do ministro, que andava sendo colocada a prêmio pelas confusões no MEC, deve começar o ano de volta na fila da guilhotina, para usar a brincadeira que ele mesmo tratou de postar no Twitter.

Não terá sido por falta de aviso e de admoestações por parte da imprensa que Weintraub não terá moderado seu comportamento nas redes sociais. O ministro se notabilizou nos últimos meses por usar o Twitter para “lacrar” em cima da esquerda, bloquear jornalistas e críticos e xingar seguidores.

Agora, disse que se enganou e que demorou a apagar o RT ofensivo ao presidente porque está em um navio, com internet intermitente. Diante do ruído, uma boa música para o próximo “clipe musical” do ministro seria O Melô do Marinheiro, dos Paralamas do Sucesso.

Deixe uma resposta