CPI da Covid analisa convocar 9 governadores; Flávio Dino não está na lista de depoimentos

Senadores Omar Aziz, Randolfe Rodrigues e Renan Calheiros, presidente, vice e relator da CPI da Covid, no Senado
27/04/2021 REUTERS/Adriano Machado

A cúpula da CPI da Covid-19 decidiu convocar 9 governadores a prestar depoimentos para a comissão.

 Os requerimentos de convocação de governadores devem ser votados na sessão de quarta-feira (26).

Serão chamados os governadores do Amapá, do Amazonas, do Distrito Federal, do Pará, do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Sul, de Rondônia, de Roraima e de Santa Catarina. Além deles, também está na mira da CPI o vice-governador do Amazonas, Carlos Almeida Filho e 12 prefeitos e ex-prefeitos – Estados e capitais onde a PF investiga suspeitas de desvio de recursos de combate a COVID.

O governador do Maranhão, Flávio Dino não está entre os convocados.

A tendência é que o colegiado aprove apenas o requerimento relacionado a Wilson Lima, para que ele dê detalhes sobre a crise de oxigênio em Manaus.

A decisão de convocar governadores e prefeitos foi tomada para acalmar os ânimos dos governistas que integram a CPI. Eles têm reclamado que a comissão só apontou a mira até agora para atuação do governo federal na pandemia e ignorou a eventual responsabilidade estadual ou municipal.

Os nomes foram escolhidos pelos senadores com base em operações da Polícia Federal realizadas nestas regiões para investigar casos de desvio de verbas para o combate à pandemia.

1 pensou em “CPI da Covid analisa convocar 9 governadores; Flávio Dino não está na lista de depoimentos

  1. Engraçado, porque os governadores do Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte e São Paulo não estão inseridos nessa lista? Principalmente de São Paulo, que já teve mais de 100 mil mortes.
    CPI de merda é essa. Também tendo bandidos e vagabundos a frente não poderia esperar-se outra coisa.

Deixe uma resposta