A derrota de Bolsonaro no STF e o possível enfraquecimento de Ney Bello na disputa por uma vaga no STJ

A derrota de Kassio Nunes Marques na Segunda Turma, no três a dois que manteve a decisão do TSE de cassar o mandato de Fernando Francischini, atiçou a disputa pelas duas vagas abertas no STJ.

O resultado, com o voto se Gilmar Mendes contrário ao Planalto, foi visto pelos desembargadores que estão na lista de nomes para ocupar as duas vagas como algo capaz de enfraquecer o desembargador maranhense Ney Bello, que era considerado o único nome cuja escolha já estava decidida por Bolsonaro.

Gilmar é o padrinho da candidatura de Ney, e há expectativa de que haja um retaliação ao ministro por Bolsonaro.

Apoiado por Gilmar Mendes, o nome do magistrado era cotado para o STJ desde a aposentadoria do ministro Napoleão Nunes Maia, em dezembro de 2020. Nas últimas semanas, Bello atuou para garantir seu lugar entre os candidatos, conseguindo 17 votos.

Ney Bello já foi assessor de Gilmar Mendes no STF e é professor da faculdade do ministro em Brasília. Ney Bello é politicamente articulado e tem o respaldo do centrão, o que o aproxima de Bolsonaro. Com informações do Metrópoles

1 pensou em “A derrota de Bolsonaro no STF e o possível enfraquecimento de Ney Bello na disputa por uma vaga no STJ

  1. Blogueiro babaca, não foi derrota do presidente BOLSONARO, como afirma…quem está sendo DERROTADA e esmagada é a constituição…esse poder judiciário é PERSEGUIDOR dos apoiadores do presidente BOLSONARO isso tá na cara …tudo agora eles tipificam como crime , pra minar a base Bolsonarista…duvido se fosse alguém do lado do CANALHA, MARGINAL chamado Lula se eles pelo menos teriam colocado em pauta … É PERSEGUIÇÃO PURA , DESSE STF PARCIAL .

Deixe uma resposta