Dupla suspeita de sequestrar e executar fazendeiro pai de secretário adjunto da SEINC continua presa

Policiais Militares do 15º BPM de Bacabal, que tem à frente o major Berrêdo, conseguiram prender, em menos de 24 horas, os dois principais suspeitos do sequestro e morte de Luiz Amorim Fernandes, de 80 anos de idade, conhecido por Luiz da Banha, crime ocorrido no município de Bacabal. Ele era pai pai do secretário adjunto da SEINC (Secretaria de Indústria Comércio e Energia), Luiz Amorim Fernandes Júnior.

O fazendeiro foi sequestrado na manhã de sábado (26), por dois homens encapuzados e que utilizavam uma motocicleta, o levando em seu próprio veículo, uma caminhonete Toyota/Hilux, do povoado Pedra do Rumo, na zona rural, para local incerto.

Desde então, todos os Batalhões da PM foram informados e montaram barreiras na região com intuito de localizar o veículo utilizado no sequestro. Em Bacabal, os policiais militares começaram as buscas pela vitima em vários locais, inclusive, em cidades vizinhas. As buscas também contaram com o apoio do CTA (Centro Tático Aéreo).

O corpo do mesmo foi encontrado no domingo (27), na carroceria do veículo, no loteamento Altos do Mearim,  às margens da rodovia BR 316.

Ainda na noite de sábado (26), uma equipe do COSAR localizou ainda no povoado Pedra do Rumo um dos possíveis envolvidos, desafeto da vítima, em posse de um revólver calibre 32, idêntico ao usado no sequestro, e uma arma branca.

Foi levantado ainda no local, que, há dois meses, o pai do conduzido teria ameaçado de morte o fazendeiro Luiz da Banha.

As buscas não cessaram e já na noite de domingo, duas equipes táticas do 15º BPM, comandada pelo Capitão PM Marcone, em companhia do delegado de homicídios do Maranhão e do delegado regional da  16ª DRPC de Bacabal, prenderam o segundo suspeito, na BR-316. Com ele os policiais encontraram uma motocicleta Yamaha XTZ, cor vermelha, de placa NHI 9938/Bacabal, igual a usada no dia do crime, e uma arma branca, tipo facão.

Os dois suspeitos foram detidos dada a informação de uma testemunha ocular do fato. (Ascom – 15° BPM)

Deixe uma resposta