Edivaldo não é alvo de investigação da Polícia Federal

O ex-prefeito Edivaldo Holanda Júnior não é alvo de investigação por parte da Polícia Federal.

Operação Tempo Real foi deflagrada nesta quinta-feira (8), com a finalidade de desarticular associação criminosa formada por ex-servidores públicos e representantes de empresa, investigados por fraude e superfaturamento na aquisição de equipamentos destinados ao combate à pandemia da COVID-19 no município de São Luís/MA.

Em coletiva, os delegados da PF afirmaram que Edivaldo nunca foi alvo de investigação.

A investigação tem por objeto processo de licitação celebrado no mês de abril de 2020 pela Secretaria Municipal de Saúde de São Luís/MA, destinado à aquisição de 20.000 máscaras FPP2, no valor total de R$ 718 mil.

Destaque-se que os fatos investigados não dizem respeito à atual gestão da Secretaria.

Os elementos colhidos durante a investigação revelaram que funcionários da antiga gestão da Secretaria de Saúde, em conluio com empresários, fraudaram o contrato, montando o processo de contratação e elevando arbitrariamente os preços. Ação que não teve conhecimento e nem participação do ex-prefeito Edivaldo Holanda Jr.

Ou seja, Edivaldo, que nunca teve seu nome envolvido em escândalos de corrupção, e a atual gestão, estão de fora das investigações da Polícia Federal.

2 pensou em “Edivaldo não é alvo de investigação da Polícia Federal

  1. Dificilmente vamos encontrar um gestor público com o perfil moral do ex-prefeito Edivaldo Holanda Júnior, dentre as raras reservas morais da política nacional, o ex-prefeito pode até ter cometido falhas de ordem administrativa, porém, jamais se desviou dos princípios que norteiam e pautam os deveres da moral e da justiça, seja no âmbito individual e/ou coletivo. Não é fácil para um cidadão da estirpe de Edivaldo atuar num ambiente tão promíscuo com o sistema político partidário brasileiro sem manchar a sua honradez.

Deixe uma resposta