Família Capiberibe tentará retomar o poder na terra de Sarney e Alcolumbre

Aos 72 anos, João Capiberibe tentará voltar a comandar Macapá — ele foi prefeito da cidade entre 1989 e 1992, além de já ter sido senador e governador.

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, confirmou a O Antagonista que “Capi”, como é conhecido, será o candidato do partido à Prefeitura da capital amapaense neste ano.

A família Capiberibe está saindo de uma ressaca eleitoral. Em 2018, concluindo seu mandato como senador, João se candidatou mais uma vez ao governo do estado. Perdeu no segundo turno para o reeleito Waldez Góes (PDT), aliado de José Sarney que chegou a ser preso em 2010 pela Polícia Federal. Em sua primeira eleição, Góes derrotou Camilo Capiberibe, impedindo a reeleição do filho de João.

A disputa em 2018 foi acirrada: Góes venceu com apenas 17.291 votos a mais do que “Capi”. No primeiro turno, Davi Acolumbre (DEM), hoje presidente do Senado, ficou em terceiro lugar e só não seguiu na disputa porque o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu validar os votos de Capiberibe, após um imbróglio jurídico envolvendo o principal partido da coligação dele, o PT. O Antagonista

Deixe uma resposta