Flagrante, luta, tiros. O depoimento completo do PM que matou a mulher e o amante em São Luís

Do Jornal Pequeno – O site JP online teve acesso à íntegra do depoimento do policial militar Carlos Eduardo Nunes, que está preso e confessou ter assassinado a tiros, no último sábado, 25, a esposa Bruna Lícia e o jovem Willian Santos, ao flagrar os dois na cama em seu quarto, no Condomínio Pacífico I, no bairro Vicente Fialho, em São Luís.

No depoimento, o soldado revela que houve luta entre eles antes dos disparos fatais, e confirma, também, uma terceira pessoa no local do duplo crime.

Ao ser inquirido depois de se entregar à polícia, o PM afirmou que mantinha união estável com Lícia há dois anos, sem filhos, e que a relação estava caminhando para o fim. Os dois já haviam conversado sobre a separação, com a vítima já decidida a sair de casa.

Em um trecho do depoimento, o PM Carlos Eduardo Nunes afirmou que a separação estava ocorrendo de maneira pacífica, e que Bruna ainda estava no apartamento enquanto arranjava outro lugar para morar.

No dia do crime, Carlos Eduardo saiu para trabalhar por volta das 06h20, em seu veículo FOX, e deixou ainda esposa sozinha no apartamento. Ela teria dito que não iria trabalhar naquele sábado. Antes das 14h, o PM saiu do quartel e iria para o almoço de aniversário do pai, mas resolveu passar antes no apartamento a fim de trocar de roupa. Ao entrar, percebeu a presença de um rapaz na sala, identificado como Lucas, que trabalhava com Bruna Lícia e Willian.

Segundo depoimento, Carlos Eduardo ficou insatisfeito, pois não gostava de receber visitas enquanto ele não estivesse em casa. Foi então que se dirigiu ao quarto, deparou com a porta fechada, mas não travada, e imaginou que a companheira estivesse trocando de roupa. Ao entrar, flagrou Willian e Bruna, nus, na cama.

Atônito dentro do quarto, Carlos Eduardo declarou que os dois partiram em sua direção e puxaram seu colete, iniciando-se, então, uma briga generalizada dentro do quarto, segundo o acusado.

O PM declarou ainda que escorregou durante a briga, tendo nesse momento sacado a pistola .40 que estava no coldre na sua coxa direita. Carlos Eduardo efetuou os disparos, mas afirma que não se lembra em quem atirou primeiro. As vítimas estavam de pé quando foram baleadas, conforme depoimento.

Após perceber que tinha executado a companheira e o suposto amante, o PM Carlos Eduardo afirmou que ficou sentado chorando, pensando em se matar, mas lembrou da família e resistiu em cometer o ato. Enquanto isso, ao lado de fora do apartamento, policiais militares já estavam em movimentação para tentar a rendição de Carlos Eduardo, que se negou a se entregar, exigindo a presença de um tio, Alberto Luís, e de um primo que é advogado, só se entregando após a chegada dos dois.

PM foi levado em uma viatura para a Delegacia de Homicídios e afirmou que não recebeu nenhum tipo de telefonema avisando sobre a traição da mulher, nem desconfiava de tal possibilidade. Estava com a mão lesionada devido à luta no interior do apartamento, mas não soube precisar em que circunstância ocorreu a lesão.

O PM Carlos Eduardo Nunes finalizou o depoimento afirmando que nunca chegou a desconfiar do envolvimento de Bruna com Willian Santos, e que nunca havia cometido um ato daquela natureza, nem possuía nenhum tipo de processo. Disse, também, que, mesmo já praticamente separado da mulher, não suportou vê-la com outro homem em sua própria cama.

Carlos Eduardo Nunes foi indiciado pelos crimes de feminicídio e homicídio.

Atenção: clique no sino vermelho ao lado e receba informações em tempo real do blog

41 pensou em “Flagrante, luta, tiros. O depoimento completo do PM que matou a mulher e o amante em São Luís

  1. Pingback: Flagrante, luta e tiros - Blog do Daby SantosBlog do Daby Santos

  2. Assassino. Já estavam separados. Fica claro que ele premeditou o Feminicidio. Tudo armado. Depoimento arrumado para se fazer de vítima. Porque as Mulheres não tem direito de ter outros relacionamentos se nem casados eram. Estavam separados como ele bem enfatizou. Porque os homens não aceitam quando não os queremos mais. É se as Mulheres que foram trazidas saíssem matando todos os ex maridos traidores? Seria certo ? Claro que não. Em geral aceitamos. Porque estes Desgraça dos não respeitam nossas decisões? Cadeia Para este feminicida.

    • Você é burra? Não sabe ler ou interpretar? Os 2 eram casados e o relacionamento se ENCAMINHAVA para o fim! Ainda não tinha terminado e outra, ela ainda esta morando na casa DELE! Se ela levou um homem que trabalhava com ela pra transar na cama DELE, na cada DELE com toda certeza essa não foi a primeira vez que ela fez isso! Achei foi pouco.. Se queria transar com outro era só terminar a vazar da casa do cara, agora levar macho pra transar na CAMA e na CASA dele enquanto ainda estão juntos? Mereceu!

      • Ela devia levar o cara pra um hotel e não pra casa deles mesmo estando se separando sou mulher mais não concordo nem com a violência e nem com essa sacanagem ela planejou o seu próprio destino e o cidadão amante se dizia evangélico pq aceitou essa sacanagem. Ela procurou achou devia sorrir do ex marido nas costa do cara.

    • Acho que o problema não foi a traição e sim um relacionamento dentro da casa e do quarto deles!
      Nem ele e nem ela poderiam despertar a ira de alguém.
      Um interessante é que mesmo separados moravam no mesmo teto.
      Claro que isso não justifica a ele fazer isso!

    • Claro que tem. Agora levar o cara pra casa dele e usar a cama dele? Faça o favor. Coloque esse seu feminismo no bolso e sai de fininho. Achou ruim, me processa

    • Para que querer lacrar e falar merda, o cara encontrou os dois na própria cama, nada justifica o ato dele de matar, mas tu acha normal a mulher fazer uma merda dessas também? Vocês são doentes.

    • Certo que ele não deveria ter feito uq fez…e se estavam separados, e ela estava no apartamento que era dele, pq não foi pra um motel? Achou de se envolver com outra pessoa na cama do companheiro? Pq quando um não quer, dois não brigam…se ela queria mesmo se separar e ter um novo relacionamento, teria ido embora assim que suspeitou que não daria mais certo a relação…pra tudo tem um jeito …uma mulher de caráter de vdd, não faria uq ela fez…
      Infelizmente ela causou tudo isso ter acontecido…

    • Pelo jeito, ainda não tinham largado, e se largaram, porque ela tinha que ficar com outro dentro do Ap e em cima da cama do cara?
      E como premeditou? Armou pro cara ir la pegar a mulher dele na própria casa para matar os dois?
      Ele errou e terá que pagar por isso, mas seu texto não tem o menor sentido.

    • Concordo com vc as mulheres tem q ter mais direito , mais na minha opinião seria premeditação se os estivesse em 1 motel e o policial fosse até lá e matado os 2 aí sim , mais veja a história não vá só pq e 1 mulher ele errou sim em ter matado mais nessa hora não e todos q vai só baixar a cabeça e sair!!! Ela poderia ter ido para 1 motel !!! Mais ela foi safada em transa com outro na própria casa não vejo premeditação pq ela fez o ato em casa e pelo jeito não foi a 1 vez!!!!

    • a vi minha mulher trepando com dois caras na minha casa no meu colchão tenho uma arma aqui … vou me matar pra esquecer que ela fez isso

    • Vá para o lugar dele vc e se vc pegar seu esposo com outra vc tem que entender que ele agiu por impulso não julgue não só quem pode julgar é Deus entendeu.

    • Vc eh burra demais entendi msm eles tando separado ela não podia levar nenhum homem pra ksa deles né ainda mais pra transar na msm cama né kkkk burra foi ela dps de ter tanto motel pra fuder achou de levar amante pra fuder na cama do cara e ainda na ksa dele eu achei foi pouco pra ela eu não aceitaria essa traição na minha ksa e ainda na minha cama

  3. Nao estou aqui pra defender o assacino mas a mulher teve muita culpa nesse duplo omicidio, ela apesar de tarem separando jamais deveria levar outro homem pra dentro da casa sando q o ex ainda tinha suas coisas la e tinha livre acesso a residencia, ela foi muito auto confiante, na logica oq ela fez propocionava pra isso, é lamentavel é mas poderia ter sido evitado, foram na vdd tres familas destruidas pq a vida dele tmb nao sera mas a mesma depois disso perdeu um emprego uma vida toda um futuro a caminho enfim ele ainda pode se recuperar logico, mas esse crime ele vai carregar pra toda vida, isso se nao sofrer perceguição dos parentes das vitimas…

  4. A pessoa bota outro na porra da cama do cara, no AP do cara, e ainda quer se passar de vítima? Ah VTNC. Arruma uma porra de um macho que pelo menos pague um motel caralho.

  5. Contradição,afz! Tão culpado este corno,se eles estavam separados pra que matá-los ? Gente do juízo fraco,imagino sendo policial coitados da população. Um verme,e se viu pq não saiu,precisaria matar,tantos cornos por ai e se as pessoas resolvessem tentar acabar cm os chifres já não existia quase pessoas neste mundo. E agora ele diz isso ? Pq as vítimas não estão mais entre os vivos. Hipocrisia deste policialzinho.

    • Serve pra muitas q pensa em fazer o msm ou faz o q essa jovem fez, se ela tava querendo transar com o amante pois ia pro motel ou outro lugar! Ele errou pq cometeu o homicídio mais ela procurou e achou…

  6. Ambas partes erradas ela porque não procurou um motel tinha que ser ná casa do cara e ainda na própria cama que dormiam juntos ela não respeitou e o amante noivo e evangélico aceitou ficar com ela na casa do cara e o amigo dele estava fazendo o que mesmo segurando vela e o marido não tinha esse direito de tirar as vida mais foi a reação dele momento de loucura que deu porque quem está de fora quem nunca viveu sentiu na pele não sabe o inimigo ajuda porque uma pessoa com raiva perde a cabeça porque ele também acabou com sua vida e quem mais tá sofrendo com tudo isso são as famílias de cada um porque é muito triste o que aconteceu.

    • Nao defedendo ele !
      Mais ela foi muito audaciosa colocar outro homem no seu apartamento e na cama do cara . Pq num foi pro motel … Ela procurou o cara policial .

  7. Lamentavel até onde as pessoas tem q chegar pra destruirem a vida uns dos outros e a sim mesmo. Nao julgando, mas, ou ela tava com muito ódio dele e quiz fazer esse ato na cama dele como represália ou ela curtia a maior adrenalina em se arrisca desse jeito. Como se dizem, o proibido é mais gostoso. No entanto pode ser letal. Enfim, só Deus pra julgar.

  8. Feminicidio não, isso foi um crime parcional. Ele agiu por puro impulso, por raiva. Ela traçou seu próprio destino, não estou julgando mas tudo deveria ter sido evitado por ela e as fotos que ela enviava para um homem que se dizia noivo, evangélico? Esse caso já vinha rolando a tempos, pela intimidade das fotos, estou falando da selfie feita minutos antes de morrer, ela só de toalha na frente de dois homens, não tem nada de feminicidio nesse caso e sim momento de raiva, ela sabia que o marido só andava armado por ser policial e mesmo assim ela levou um homem pra cama do marido, um homem noivo. Difícil um homem armado não reagir diante de uma situação dessa. E ela sabia dos riscos e mesmo assim resolvereu arriscar sem o menor medo. Ela não pensou em ninguém, em família e muito menos nele que foi o seu marido durante dois anos, não houve respeito e desafiou a morte. Cabe a Deus julgar os três mas não acho que ele deveria responder por feminicidio, um homem sem nenhum antecedente, um bom funcionário, não há nenhuma queixa contra ele e ser penalizado duramente por um momento de fúria, sendo desafiado de forma traiçoeira e sem o menor respeito? E sem falar do psicólogo dele agora, pois creio que está arrependido mas tudo deveria ser evitado por ela que fez tudo de maldade, de forma desrespeitosa e não por ele em ataque de fúria e muito ódio pois é horrível vê a cena que ele viu

  9. Pingback: Flagrante, luta, tiros. Leia o depoimento completo do PM – PETRUS NEWS

Deixe uma resposta