Flávio Dino diz que causa dos altos preços dos combustíveis é a política da Petrobrás, e não o ICMS

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), cobrou do governo federal uma proposta “concreta” de reforma tributária. Em vídeo publicado nas redes sociais, ele afirmou que o que causa os altos preços dos combustíveis é a política da Petrobrás, e não o ICMS. Segundo Dino, essa situação só será resolvida com a revisão da política de preços da estatal e com a reforma tributária.

“Qual é a proposta concreta do governo federal para fazer a reforma tributária? Até agora nenhuma”, disse. Segundo ele, cabe aos governadores apenas aguardar uma manifestação do governo, pois não adianta discutir o assunto “em cima de bravatas, mentiras e coisas irresponsáveis”, como o desafio feito pelo presidente Jair Bolsonaro aos governadores.

“O problema dos preços dos combustíveis está na política da Petrobrás, que é uma empresa do governo federal. Eles mudaram a política de preços e isso fez com que houvesse uma disparada nos preços, fazendo com que haja a necessidade urgente de revisão dessa política por parte do governo federal. Ao mesmo tempo, é evidente que temos sempre que debater a chamada reforma tributária. Todos os impostos do Brasil estão previstos na Constituição Federal. Logo, cabe ao governo federal propor medidas reais e concretas ao Congresso Nacional”, disse. Do Estadão

1 pensou em “Flávio Dino diz que causa dos altos preços dos combustíveis é a política da Petrobrás, e não o ICMS

  1. Hum, então tá. Mas o porquê do governo do estado ter aumentado a alíquota do ICMS de alguns produtos, dentre eles o do combustível por pelo menos umas 02(duas) vezes? Pode ser até a política da Petrobrás, mas deve-se e muito a política adotado pelo senhor governador.

Deixe uma resposta