Flávio Dino diz que foi ameaçado de morte: “está sendo investigado pela Polícia”

O governador Flávio Dino relatou, nesta sexta-feira (25), que foi ameaçado de morte. “A cada nomeação de cadastro de reserva da PM recebo centenas de xingamentos e agressões. Agora, até ameaça de morte recebi, que está sendo investigada pela Polícia. Se não cumprem leis e preceitos éticos quando nem são policiais, o que farão com uma arma na mão?”, disse o governador.

Na última segunda-feira o governo do estado fez a nomeação de 142 novos profissionais para a polícia do Maranhão, entre os quais 40 policiais militares. Alguns que fazem parte do cadastro de reserva e, ainda, não foram chamados utilizaram as redes sociais para atacar o governador. Os policiais militares foram aprovados no concurso público feito em 2017.

“Como já expliquei várias vezes, temos dois parâmetros FEDERAIS obrigatórios antes de nomeação de cadastro de reserva da PM: a Lei de Responsabilidade Fiscal e a recente Lei Complementar 173. Há limites de gastos com pessoal e com reposições de recursos humanos”, explicou Flávio Dino.

“Entendo o desejo de integrantes do cadastro de reserva da PM em serem nomeados. Normal. Contudo, temos leis federais a cumprir. E de nada adianta xingar, agredir ou ameaçar. Aliás, são condutas bem estranhas para quem sonha em ser policial algum dia”, completou.

4 pensou em “Flávio Dino diz que foi ameaçado de morte: “está sendo investigado pela Polícia”

  1. Pingback: Flávio Dino diz que foi ameaçado de morte: “está sendo investigado pela Polícia”

  2. O interessante é q todo dia tem nomeação de cargos comissionados pelo governador, isso a lei 173 não proíbe?!
    E a lei não proíbe novas nomeação desde q haja vacância (cargos vagos), pois bem existe mais de 4 mil cargos em VACÂNCIA só pra soldados na PMMA.

    E agora qual é nova desculpa?

  3. Deputado Estadual: Fernando Pessoa de Tuntum-MA foi ameaçado de Mortes e o Secretário de Segurança está sabendo de tudo, Queriam fazer o mal com o Fernando Pessoa, Deus no comando de tudo.

Deixe uma resposta