Flávio Dino recebe catadores no Palácio e anuncia extensão de auxílio para categoria até o final de 2022

O governador Flávio Dino recebeu nesta quinta-feira (3), no Palácio dos Leões, representantes das cooperativas de catadores de materiais recicláveis do Maranhão. Durante a reunião, ele anunciou que o auxílio emergencial no valor de R$ 400, pago para a categoria pelo governo estadual, será estendido até o final de 2022.

Fabiana Oliveira, presidenta da Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Itapecuru Mirim (Coopercarim), destacou a importância do encontro, que serviu para as lideranças apresentarem suas demandas para o setor.

“Essa agenda foi de mega-importância. É o primeiro governo que teve um olhar transparente, tirando o catador da invisibilidade. Foi o primeiro governo que olhou para nós com olhar de amor e que nos deu hoje o assistencialismo que nós temos, ganhamos máquinas, equipamentos. Na pandemia, por toda a situação, foi um governo que olhou para nós e nos ajudou com o auxílio, e agora ampliando. Esse é o governo que tem que continuar, um governo que tem olhado para o mais carente, para o mais pobre; ele tirou muitos de dentro do lixão e hoje está colocando comida na nossa mesa. Então, é o governo que merece os nossos parabéns e o nosso agradecimento. Seu Flávio Dino é de suma importância. Se catador hoje tem visibilidade no estado do Maranhão é porque esse governo olhou para nós”, afirmou.

Mudança de realidade

Presidenta da Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Coroatá (Coopemar), Marilena Vieira Sousa comentou que antigamente as pessoas moravam nos lixões, onde viviam de separar lixo para ter algum tipo de sustento. Hoje, com a ajuda do governo, a realidade de sua categoria mudou.

“Para mim foi uma satisfação muito grande participar dessa reunião, até porque eu nunca tinha estado num Palácio de Governo, já começa por aí. A grandeza desse nosso governador em olhar para nós, catadores, para os nossos pretos e pobres, e assim, pelo avanço que foi em nosso município, a quantidade de moradores que a gente tinha vivendo em lixão, e hoje a gente vê outra realidade”, explicou. E prosseguiu, sem pausa: “Nós fomos beneficiados com o auxílio emergencial, com equipamentos de proteção individual para segurança no trabalho, com cestas básicas, com todo o apoio que o catador necessita. Tanto é que hoje, graças a Deus, não temos nenhum morador de lixão em Coroatá. E nunca se viu na história do Maranhão um governador que olhasse para essa classe, para esse povo sofrido, como tem sido o nosso governador Flávio Dino. Então, para nós é um orgulho muito grande. Para nós, catadores, a gente fica muito feliz, ainda mais agora com a renovação desse auxílio emergencial, porque chegou em boa hora, com essa pandemia e tanto sofrimento desse povo. Então, o nosso governador está de parabéns, que Deus abençoe a caminhada dele, estamos juntos”, completou Marilena.

Dino, por sua vez, agradeceu a visita das lideranças, disse que estava “imensamente honrado” pelo encontro, e afirmou que o trabalho dos catadores e catadoras é imprescindível também pela dimensão ambiental.

“Foi uma reunião de grande importância, marcada inclusive pela emoção de ouvir depoimentos tão autênticos, tão profundos e ao mesmo tempo tão exatos em relação àquilo que nós buscamos nesses anos que nos cabe a honra de governar o Maranhão, ou seja, fazer com que as políticas públicas cheguem para todos. Foi um momento realmente muito marcante, porque nós avaliamos passos concretos que demos, a exemplo do auxílio emergencial, a doação de equipamentos e, sobretudo, essa ideia de valorização, de autoestima, de compreensão que é uma profissão digna, uma profissão importante para a sociedade, inclusive pela dimensão ambiental. Este momento, portanto, que me encheu de alegria, de esperança e de gratidão por vermos vidas transformadas mediante a ação do governo do estado”, concluiu o governador.

Deixe uma resposta