Governo promove vacinação contra a Covid-19 durante programação do Arraial do IPEM

O Governo do Maranhão, por intermédio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), promoveu o Arraiá da Vacinação contra o Covid-19. A mobilização foi realizada durante a programação do Arraial do IPEM, no bairro do Calhau. O público-alvo da ação são pessoas a partir de cinco anos de idade que precisam atualizar o esquema vacinal, bem como indivíduos de 40 anos ou mais que ainda não receberam a 4ª dose.

“O Arraiá da Vacinação é para todos os maranhenses que querem brincar o São João com tranquilidade e segurança. Dentro dos próximos dias levaremos esta iniciativa para outros municípios, a fim de ampliarmos a cobertura vacinal e proteger a nossa população para que ela possa aproveitar a melhor festa junina do Brasil, que é a do Maranhão”, disse o secretário de Estado da Saúde, Tiago Fernandes.

A SES destinou para a primeira noite de Arraiá 424 doses de imunizantes. A estratégia se estenderá até o dia 1º de julho, funcionando todos os dias, sempre das 17h às 21h. Quem aproveitou a oportunidade para tomar a 4ª dose da vacina contra a Covid-19 foi Fábio Pinto, de 49 anos. “A iniciativa do governo está de parabéns. Acredito que ações como essa devem acontecer onde a população está. Nada melhor do que aproveitar este momento de celebração e lembrar as pessoas que mesmo que a pandemia tenha perdido a força, a vacinação é uma arma importante”, destacou.

Dona Silma Aquino, de 50 anos, também veio receber a sua segunda dose de reforço. “Em primeiro lugar vem a saúde da gente. É algo que faz bem para a comunidade, principalmente para aqueles que mais precisam”, disse.

Para receber a dose do imunizante é necessário ter em mãos documento com foto e carteira de vacinação. Em caso da pessoa estar com sintomas gripais, tais como febre, dor de garganta e coriza, a recomendação é não fazer a administração da vacina. O mesmo vale para quem testou positivo para o coronavírus em menos de 30 dias. A orientação é para que aguardem o período de quatro semanas e depois procurarem um ponto de vacinação a fim de atualizar o esquema vacinal.

Deixe uma resposta