Publicitário Carlos Alberto é inocentado em processo por falta de provas

O publicitário Carlos Alberto da Silva foi inocentado da acusação, feita pelo Ministério Público, de que teria participado de fraude em processo licitatório para contratação de empresa de publicidade pela Prefeitura de Caxias no ano de 2016.

Na decisão, o juiz Paulo Afonso Vieira Gomes julgou improcedente a denúncia, por falta de provas, e absolveu Carlos Alberto, Suzanne Quintanilha e Simone Sousa.

De acordo com o magistrado, a acusação não trouxe nada de concreto a corroborar o teor da denúncia, apenas alegou que tudo foi repassado por informantes, não servindo a embasar uma decisão de cunho condenatório.

“A única prova produzida, portanto, que poderia clarear materialidade e autoria, advém da testemunha acima, repassada à mesma por uma fonte, fonte esta oculta processualmente, vez que não se fez presente, em nenhum momento, no processo judicial, para corroborar o dito pela referida testemunha”, decidiu.

Deixe uma resposta