Lupi: “A candidatura de Ciro é irreversível e vai até o fim”

Os rumores de que Ciro Gomes estava sendo pressionado por aliados a desistir da candidatura presidencial incomodaram o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi. A Crusoé, ele garantiu que as especulações são infundadas e que esses “boatos” vem sendo alimentados por adversários do presidenciável do partido. “A candidatura de Ciro é irreversível e vai até o fim. Estamos unidos e vamos mantê-lo até o fim da eleição”, disse.

Nos últimos dias, o pré-candidato do PDT sofreu dois reveses. Na quarta-feira, 15, Ciro foi alvo de uma operação da Polícia Federal que apura suspeitas de desvios de recursos públicos nas obras do Castelão, em Fortaleza, entre 2010 e 2013. O pedetista nega as irregularidades e acusa Jair Bolsonaro de usar a Polícia Federal para intimidá-lo.

No dia seguinte, o pré-candidato apareceu em quarto lugar na pesquisa Datafolha, com apenas 7% das intenções de voto, desempenho que o deixa longe do segundo turno da corrida presidencial. Para Lupi, no entanto, a campanha está apenas começando e as recentes pesquisas se limitam a retratar o momento atual. “Ninguém tocou nesse assunto (desistência). Querem tirar proveito do momento que ele passou dificuldade. Isso não deu em nada e nem vai dar. Estamos focados. Em janeiro ele será oficializado na pré-convenção do partido”, assegurou. Da Crusoé

Deixe uma resposta