Maranhão reduz pobreza mesmo com queda em programas do governo federal

Dados do IBGE divulgados na quinta-feira (12) mostram que o Maranhão conseguiu reduzir a pobreza no Estado mesmo com a queda de recursos nos programas sociais do governo federal.

Tanto o Bolsa Família quanto o BPC (Benefício de Prestação Continuada) tiveram forte represamento por parte do governo Bolsonaro em 2019. Isso dificultou o combate à pobreza e à miséria em todo o Brasil.

Entre 2013 e 2019, o número de famílias beneficiadas pelo Bolsa Família caiu, apesar do aumento da população. Em 2013, eram 962.011. Em 2019, o total caiu para 927.651.

O BPC também teve redução, mesmo sob grave crise econômica. Em 2013, eram 186.453 benefício. Já em 2019, foi para 183.270.

Ainda assim, a Síntese de Indicadores Sociais (SIS) do IBGE mostra avanço no combate à pobreza no Maranhão.

Entre 2013 e 2019, houve redução de 1,2 ponto porcentual no número de pessoas com renda domiciliar per capita de até US$ 5,5 PPC – critério usado para definir a faixa de pobreza.

2 pensou em “Maranhão reduz pobreza mesmo com queda em programas do governo federal

  1. FD reduz pobreza?!
    Quem ele quer enganar??? Acabou com a vida dos servidores da SEATI, (deixando só cabo eleitoral) TODOS os servidores foram devolvidos para a MAPA sem função, humilhados e tratados feito pano de chão!
    Olha FD, 2022 NÃO tá longe !

Deixe uma resposta