PIB do MA acima de estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, aponta projeção de crescimento

O Maranhão está entre os estados brasileiros com projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) acima da média nacional, segundo levantamento econômico da MB Associados/43 Consultoria. De acordo com o estudo, o PIB do Maranhão deve crescer entre 2% e 3% em 2022. A estimativa é que a economia maranhense cresça mais que a de outros estados brasileiros, como a Bahia, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

“Projeção é que a economia do Maranhão siga crescendo acima da média brasileira”, disse o governador Flávio Dino, ao divulgar nesta segunda-feira (3), nas redes sociais, os números da projeção.

Em nota divulgada nesta terça-feira (4), o Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC) confirmou a tendência de crescimento do PIB do Maranhão, que deve superar o resultado esperado para o país.

“O resultado do PIB projetado para o Maranhão é maior do que o resultado esperado para o país, que é de 0,58%, conforme consta no primeiro boletim Focus de 2022, divulgado no dia 03/01/21 pelo Banco Central”, aponta a nota do IMESC. Ainda segundo o IMESC, o Boletim de Conjuntura Econômica do instituto também projeta crescimento da economia do Maranhão acima da nacional.

Novos investimentos, geração de renda e obras públicas

O IMESC citou como vetores do crescimento, o setor primário, o comércio, os serviços de transporte e a indústria de transformação – com destaque para a retomada da produção de alumínio – além dos investimentos em obras de infraestrutura.

A Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) também destacou a relevância das obras, dos novos investimentos e da retomada da produção de alumínio do Consórcio de Alumínio do Maranhão (Alumar/Alcoa), em São Luís. A retomada da atividade contou com R$ 400 milhões de investimentos oriundos do Governo do Estado.

Para o titular da Seinc, Simplício Araújo, a política de atração de investimentos e apoio a empreendimentos tem garantido a geração de novos empregos, a abertura de novas empresas e impulsionado a economia e as cadeias produtivas do Maranhão.

“Com gestão, planejamento e eficiência, temos garantido aos maranhenses emprego e renda. Dados como esse demonstram que quando o trabalho é feito de forma séria, é possível que o Estado retome seu desenvolvimento econômico. E este é o caminho do Maranhão”, pontuou o secretário.

Deixe uma resposta