Polícia Civil do MA deflagra Operação Tiro Certo: grupo criminoso movimentou valores superior a R$ 800.000

Uma operação realizada pela Polícia Civil foi realizado com o envolvimento da Seic e a Senarc, onde foram presos 08 acusados. Com o grupo foram apreendidos dispositivos eletrônicos no valor de R$ 4.580,00 em espécie. Foram encontrados 52 (cinquenta e dois) tabletes de drogas (crack e maconha). Contas bancárias da facção foram bloqueadas, dando um golpe forte contra a criminalidade.  Os criminosos responderão pela prática de crimes de tráfico de drogas e associação para fins de tráfico.

As informações repassadas pela Polícia Civil, na Sede da Seic, foram que a operação aconteceu nas primeiras horas da manhã deste sábado (19), em ação conjunta das Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC) e Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (SENARC), culminando na operação “Segunda Fase da Operação Tiro Certo”, a qual tinha como principal finalidade cumprir Mandados de Prisão e Busca e Apreensão, em desfavor de integrantes de uma facção criminosa na capital. Eles são responsáveis pela movimentação financeira e patrimonial do grupo faccionário.

Movimentação de valores superior a R$ 800.000,00

Durante a operação foram cumpridos Mandados de Prisão em desfavor dos acusados: ROBSON MARTINS DOMINICI JUNIOR, DANIELSON MENDES SERRA, ALINE SANTOS SILVA, e dos custodiados WLDERLEY MORAES e PEDRO ANDRÉ DE SOUSA RIBEIRO. Durante a ação da polícia, nas casas dos faccionados foram apreendidas uma vasta documentação (escrituras públicas de imóveis, cadernetas com movimentações financeiras, cadernetas indicativas de comercialização de entorpecentes), bem como dispositivos eletrônicos e o valor de R$ 4.580,00 (quatro mil, quinhentos e oitenta reais), em espécie. Contas bancárias da facção foram bloqueadas, e estima-se que nos últimos meses o grupo criminoso tenha movimentado um valor superior a R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais). Ainda durante a operação “Segunda Fase da Operação Tiro Certo”, fora ainda autuado em flagrante, por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido, João Soares Santos.

Paralelamente nesta ação da operação em andamento, as equipes da Polícia Civil, de posse de informações colhida no curso da investigação, onde a facção havia investido o valor aproximado de R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais) em entorpecentes, os quais os suspeitos estariam transportando para esta capital. Na sequência foram abordados as margens da BR 135, nas proximidades do Povoado São Francisco, município de Itapecuru/MA, um veículo onde foram encontrados 52 (cinquenta e dois) tabletes de drogas (CRACK e MACONHA). Os entorpecentes estavam na posse de Larissa Rafaela Almeida dos Santos e Jackson Nabate Santos, os quais foram autuados por tráfico de drogas e associação para fins de tráfico.

“Segunda Fase da Operação Tiro Certo”

A título de informação, a investigação foi iniciada em outubro de 2018, tendo a “Primeira Fase da Operação Tiro Certo” sido deflagrada em abril do corrente ano, quando foram cumpridos 25 mandados de buscas e apreensão e 15 mandados de prisão, também em desfavor de integrantes da facção criminosa responsáveis pelo núcleo financeiro.

Após os cumprimentos dos mandados e das lavraturas dos autos de Prisão em Flagrante, todos os presos foram encaminhados ao Sistema Penitenciário, onde permanecerão a disposição da Justiça.

Deixe uma resposta