Prefeitura de São Luís inicia campanha de vacinação de cães e gatos contra a raiva, neste sábado (27)

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), inicia neste sábado (27), a Campanha de Vacinação Antirrábica Animal, que vai imunizar cães e gatos, a partir de três meses de idade, contra a raiva. A abertura oficial do Dia D da Campanha acontece às 8h, na Praça da Bíblia – Centro. Serão disponibilizados mais 70 postos de vacinação, conforme calendário de por região, até o dia 23 de dezembro, começando pelo Centro e São Francisco.

O secretário municipal de Saúde, Joel Nunes, explica que a raiva é uma doença altamente infecciosa e fatal. “As infecções humanas deste vírus ocorrem em consequência do contato com animais contaminados; por isso, é fundamental prevenir, vacinando a população canina e felina. Em São Luís, o último caso de raiva humana foi registrado em 2013, e a campanha de vacinação é a melhor estratégia de controle desta doença”, diz.

 De acordo com a Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses (UVZ) da Semus, a população de cães e gatos da capital maranhense é de 157.957 animais, e a campanha deve atingir a cobertura mínima de 80% desse total. Para isso, estão sendo capacitados 250 profissionais e preparada uma estrutura para cumprir o cronograma dos nove distritos sanitários de São Luís, com a instalação de postos de vacinação funcionando aos sábados, das 8h às 17h.

O coordenador da UVZ, Arnaldo Muniz, diz que a vacina garante a proteção dos animais por até um ano após a imunização. “É uma dose anual, todos os cães e gatos que estiverem saudáveis devem ser vacinados. Nós orientamos que eles sejam conduzidos preferencialmente por adultos; no caso de cães mais agressivos é recomendável portar coleira ou guia, e os gatos devem ser levados em gaiolas ou caixas de transporte para evitar fugas”, orienta, lembrando também que as pessoas devem usar máscara e evitar aglomerações.

Saiba Mais

A raiva é uma doença infecciosa de evolução aguda, causada por um vírus, que se concentra na saliva de animais contaminados, e é transmitida ao homem geralmente através de uma mordida, arranhadura e lambedura. A única forma de controle é pela vacinação.

Deixe uma resposta