Prestes a deixar o PDT, Gil Cutrim conversa com o Solidariedade

O deputado federal Gil Cutrim abriu conversações com a direção nacional do Solidariedade (SD). Prestes a deixar o PDT, Gil busca um outro partido para se filiar.

“Estamos vendo com bons olhos, achamos que soma com o trabalho que tem sido feito até aqui, a chegada dele pode fortalecer o partido”, disse um membro do Solidariedade no Maranhão sobre a possível entrada de Gil. A legenda é comandada por Simplício Araújo no Maranhão.

Gil Cutrim entrou com ação individual no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo a “justa causa” para deixar o PDT. Ele alega ter sido perseguido pelo partido após votar a favor da reforma da previdência. Por conta disso, perdeu suas funções partidárias.

Pela regra de fidelidade partidária, um deputado pode perder o cargo caso troque de legenda no meio do mandato, mas há situações em que a mudança é permitida. Entre elas se houver uma justificativa válida, como expulsão ou se o parlamentar comprovar que foi discriminado pelo partido.

Deixe uma resposta