Simplício Araújo rebate Roberto Costa: “é um mero factoide político plantado”

Em nota, Simplício Araújo rebateu as acusações do deputado Roberto Costa sobre supostas irregularidades na secretaria de Indústria e Comércio. Confira a íntegra.

NOTA AO POVO DO MARANHÃO

O Deputado Roberto Costa declarou guerra contra a Secretaria de Industria, Comércio e Energia em virtude da disputa política na cidade de Bacabal. Eu, enquanto deputado federal, jamais mirava nenhum secretário da então governadora Roseana Sarney durante o dia e a cortejava durante a noite.

Aqui na Seinc sempre teremos um trabalho sério, transparente e que zela pelo patrimônio do povo do Maranhão.

O que é a “denúncia”?

Roberto Costa plantou num blog que pagamentos a serviços legalmente contratados e realizados seriam indícios de corrupção, depois usa a imunidade parlamentar da tribuna da Assembleia para propagar as denúncias rasas e sem nenhum embasamento, tentando atingir o adversário que lhe ameaça em Bacabal.

Nenhuma irregularidade é apontada com seriedade nas “denúncias”, tanto que desde maio, nenhum órgão de fiscalização e controle fora acionado pelo parlamentar, apenas os canais de Tvs de Bacabal e blogs aliados repercutiram sem também apontar nenhuma ilegalidade.

Sobre esclarecimentos à Assembleia:

Até o dia 25 de setembro, data em que entrei de atestado médico por Covid, nunca fui formalmente notificado pela assembleia sobre o assunto, apenas soube pela imprensa do pronunciamento, que inclusive cheguei a responder em maio pelas redes sociais.

Portanto, estando comprovado que a “denúncia” é um mero factoide político plantado e impulsionado apenas para atingir o candidato a prefeito de Bacabal Expedito Jr, pois o mesmo  que atira calúnias difamatórias usando a imunidade da tribuna, vende que é aliado de primeira linha do governo nas ruas de Bacabal, onde está prestes a obter uma gigantesca derrota nas urnas.

Simplicio Araújo
Secretário de Industria, Comércio e Energia do Maranhão

2 pensou em “Simplício Araújo rebate Roberto Costa: “é um mero factoide político plantado”

Deixe uma resposta