Wellington diz que Braide foi covarde, usou de “golpe baixo e rasteiro” e entrará na Justiça para ser candidato em SLZ

Em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (1), o deputado Wellington do Curso afirmou que o deputado Eduardo Braide (Podemos) teve culpa na decisão do PSDB que retirou sua pré-candidatura a prefeito de São Luís.

Eu apoiei o Braide no segundo turno em 2016, eu não acreditava que Braide fosse ser covarde ao ponto de me atacar, de retirar a minha pré-candidatura com um golpe baixo e rasteiro (…) Mas você pode perguntar, o Braide tem culpa? Tem! O Braide fez uma publicação agradecendo o PSDB, o senador Roberto Rocha. Ele teria sido um cavalheiro, diplomata se tivesse dito: ‘obrigado PSDB, obrigado Roberto Rocha, mas ainda precisamos conversar com o Wellington que é liderança em São Luís’.  O Wellington não serve pelo cabresto, é independente, não é massa de manobra“, afirmou.

Wellington do Curso disse que tinha pedido até o dia 5 deste mês para conversar com Eduardo Braide e formar uma possível composição. No pronunciamento, ele ressaltou que não fez parte do pacote do acordo do PSDB com Eduardo Braide em 2016 para apoiá-lo em 2020 e que o senador Roberto Rocha lhe deu garantias, no mês de março deste ano, que ele seria candidato a prefeito de São Luís.

O deputado anunciou que entrará com recursos na direção nacional do PSDB e na Justiça no sentindo de viabilizar sua candidatura.

Por meio de um procedimento administrativo para que a nacional do PSDB possa se posicionar e, dependendo do posicionamento da nacional, vou entrar na justiça para ser candidato a prefeito de São Luís. Vou tentar ainda ser prefeito de São Luís, de forma administrativa pelo PSDB, e pela Justiça para que possa avaliar e analisar essa injustiça e arbitrariedade que estão cometendo comigo”, declarou.

Chorando, Wellington do Curso disse que em breve anunciará quem apoiará na capital.

Eu vou tomar minha decisão partidária, onde será meu próximo abrigo, vou tomar também a decisão política, eu não sou homem de ficar em cima do muro, como cidadão, como eleitor e também como liderança política em São Luís“, asseverou.

Em aparte, o presidente da Assembleia, Othelino Neto afirmou que a decisão do PSDB de apoiar Eduardo Braide em detrimento do deputado Wellington do Curso foi “uma violência política”.

2 pensou em “Wellington diz que Braide foi covarde, usou de “golpe baixo e rasteiro” e entrará na Justiça para ser candidato em SLZ

  1. Wellington Chorão vai ter que rodar um tostão pra entrar na eleição. Depois de ouvir um NÃO, que estragou seus planos de disputar a eleição, resta agora a WC choramingando de emoção, reclamar de coração a toda população a rasteira de Robertão. Mas se pensa Asa de Avião que Braide leva a eleição para lhe dar balcão quando buscar (?) a reeleição, o Rei da Traição (RR) vai dar com a cara no chão, aí será sua vez de abrir o berreirão… É só esperar o que vier da eleição…

Deixe uma resposta