Braide acompanha início da aplicação da 3ª dose contra Covid-19 em São Luís

A Prefeitura de São Luís saiu na frente mais uma vez e é a primeira cidade brasileira a iniciar a aplicação da dose de reforço da vacina contra a Covid-19 em idosos, conforme recomendação do Ministério da Saúde. Na capital, os primeiros a receber a terceira dose são os idosos acima de 70 anos e imunossuprimidos residentes em oito instituições de longa permanência. O prefeito Eduardo Braide acompanhou o atendimento no Abrigo de Longa Permanência para Idosos (Lar Calábria para Idosos) mantido pela Prefeitura, na manhã desta quinta-feira (26), no bairro Olho D’água.

“São Luís fez a lição de casa muito antes do início da campanha, por isso, tem conseguido cumprir com rapidez todas as orientações do Ministério da Saúde para garantir a proteção da nossa população contra o novo coronavírus. É fundamental garantir a imunização 100% dos nossos idosos. Começamos por aqueles que moram nas instituições de longa permanência e ainda esta semana vamos divulgar o calendário para os demais públicos definidos pelo Ministério da Saúde”, assegurou o prefeito Eduardo Braide, destacando que com o planejamento feito, São Luís está pronta para atender a todas as etapas da vacinação.

Nesta fase, a Prefeitura está vacinando com a terceira dose, um total de 142 idosos que têm mais de 70 anos e imunossuprimidos que vivem nas oito em instituições de longa permanência de São Luís, entre a rede pública e privada. Eles estão recebendo a dose de reforço com a vacina Pfizer. Serão atendidas duas instituições por turno (manhã e tarde) entre esta quinta-feira (26) e a sexta-feira (27). A ação ocorre em parceria entre as secretarias municipais da Criança e Assistência Social (Semcas) e de Saúde (Semus).

No Lar Calábria para Idosos, 10 abrigados receberam a dose de reforço do imunizante Pfizer. Entre eles, Júlia Francisca da Conceição, 84 anos, que se tornou a primeira idosa a receber a terceira dose no Brasil. “Nunca deixei de cuidar da minha saúde. Quando falaram que a gente ia vacinar de novo, fiquei contente”, disse.

São Luís é a primeira cidade do país com 3ª dose

O Ministério da Saúde anunciou na quarta-feira (25), a aplicação da dose de reforço da vacina contra a Covid-19 no Brasil a partir do dia 15 de setembro. No entanto, São Luís antecipou o início da aplicação da dose de reforço para esta quinta-feira (26).

Segundo o Ministério da Saúde, a vacina usada na dose de reforço deve ser preferencialmente Pfizer, mas também poderão ser utilizadas as vacinas da AstraZeneca e Janssen.

Devem receber a terceira dose os idosos que completaram o esquema vacinal há mais de seis meses, ou seja, já tenham tomado as duas doses recomendadas até o mês de março. No caso dos imunossuprimidos, eles devem esperar 28 dias após a segunda dose para receber a terceira. Pessoas de qualquer idade poderão buscar a dose de reforço. São considerados imunossuprimidos pessoas que vivem com HIV, em tratamento de câncer ou quem passou por um transplante, por exemplo. O calendário de reforço dos demais idosos e pessoas imunossuprimidas será divulgado, em breve, nos canais oficiais da Prefeitura de São Luís nas redes sociais.

Deixe uma resposta