Crise ainda deve afetar Dia das Crianças em São Luís

O índice de intenção de consumo das famílias (ICF) de São Luís, medido pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio-MA), apresentou nova recuperação mensal na predisposição de consumo dos ludovicenses. Na pesquisa realizada no mês de setembro pela Fecomércio, o nível de consumo das famílias obteve crescimento de +0,7% em relação ao mês anterior, revelando a segunda aceleração consecutiva do indicador nas passagens mensais. Apesar disso, na comparação anual, o índice de intenção de consumo ainda registra uma queda de -45,7%, reflexo do impacto da pandemia sobre a economia local.

Com esses resultados, de acordo com a Federação do Comércio, a atividade comercial de São Luís ainda terá um Dia das Crianças pior do que o ano passado. No entanto, a data comemorativa deverá impulsionar a gradativa recuperação mensal das vendas na capital maranhense. Segundo a pesquisa, três componentes que formam o indicador puxaram a aceleração do otimismo do consumidor na variação mensal: a avaliação sobre o nível de consumo atual (+11,2%), as perspectivas de melhoria profissional (+7,7%) e percepção sobre a segurança no emprego atual (+4,7%).

Por outro lado, três componentes revelaram variação mensal negativa e atrapalharam o crescimento mais forte do otimismo do ludovicense: o nível de acesso ao crédito (-6,6%), a avaliação sobre a renda atual da família (-4,1%) e a perspectiva futura de manutenção do nível de consumo (-2,1%). Já o sétimo e último componente que forma o indicador de intenção de consumo da Fecomércio, que é a avaliação quanto ao momento para aquisição de bens duráveis, manteve-se estável na variação mensal com leve aumento de +0,4%.

Emprego

Para a Federação do Comércio, os resultados da pesquisa mostram que o consumidor ludovicense tem percebido a retomada do mercado de trabalho local como uma oportunidade de recuperação do seu nível de consumo de antes da pandemia. Tomando como base o período de janeiro a agosto deste ano, o mercado de trabalho de São Luís tem conseguido reverter gradativamente os impactos negativos da pandemia e já apresenta saldo positivo de 5.889 postos de trabalho com carteira assinada, embora 4.519 dessas vagas criadas tenham sido registradas no setor de serviços de saúde.

Os demais setores também já apresentam saldo positivo de emprego no ano, apesar de resultados ainda tímidos, com destaque para a construção civil com saldo de +991 novos postos de trabalho, enquanto o comércio (+377) e a indústria (+160) ainda seguem em compasso de espera para voltar a gerar empregos de forma mais expressiva. As únicas exceções na apresentação de saldo positivo de empregos no ano em São Luís são os setores de alimentação e alojamento (-1.219) e educação (-59).

Auxilio emergencial

Se por um lado a situação do mercado de trabalho tem gerado efeitos positivos sobre a percepção do consumidor sobre a sua intenção de consumo, por outro lado o anúncio do Governo Federal de manutenção do auxílio emergencial em parcela menor do que estava sendo pago já aponta efeitos negativos sobre a avaliação da renda do consumidor e a perspectiva futura de consumo, conforme mostrou a pesquisa.

Assim, para os primeiros beneficiados pelo Auxilio Emergencial que começaram a receber os pagamentos em abril, a 5ª e última parcela de R$ 600 tende a ser paga em agosto e a partir de setembro o valor do auxílio passa a ser de R$ 300, gerando um efeito negativo sobre a percepção da renda desse consumidor, uma vez que a transferência de recursos oriundos do auxílio caem pela metade.

Saiba Mais

Diante desse cenário econômico, a Federação do Comércio explica que ainda não é possível uma comparação positiva para o Dia das Crianças deste ano em relação ao ano passado. Apesar disso, a entidade reforça a importância da data comemorativa para incentivar a recuperação mensal da atividade comercial na capital maranhense nesse momento de reabertura dos setores econômicos após o arrefecimento da disseminação do novo coronavírus.

Por essa razão, apesar da queda de -45,7% da intenção de consumo registrada pela pesquisa na comparação com o ano passado, o destaque para o Dia das Crianças deverá ser a avaliação que o consumidor faz sobre o nível de consumo atual, que apresentou aceleração de +11,2% quando comparado ao mês imediatamente anterior, demostrando o efeito positivo da aceleração gradativa da confiança do consumidor de São Luís mês a mês, sendo impulsionado, inclusive, por importantes datas comemorativas do segundo semestre como o próprio Dia das Crianças.

Deixe uma resposta