Josimar: ‘Realmente apareço manuseando recursos, mas levam para a maldade’, diz

Da Revista Crusoé – O deputado federal Josimar de Maranhãozinho, do PL do Maranhão, gravou uma live para tentar explicar as imagens, reveladas por Crusoé em sua mais recente edição, em que o parlamentar é flagrado manuseando generosos maços de dinheiro. Ao se pronunciar nesta segunda-feira, 6, Maranhãozinho reconheceu que estava manipulando as cédulas, mas negou que o dinheiro fosse fruto de atividades ilícitas.

“As imagens foram de outubro do ano passado. Realmente aparece minha imagem manuseando recursos em espécie. Na realidade, não tem nenhuma negociação ilícita. Quando aparece o vídeo, estou pagando parte de débito de aquisição de equipamentos e já podemos comprovar judicialmente no momento oportuno. Mas querem levar para o lado da maldade, de alguma negociação ilícita que na realidade não existe”, tentou justificar o deputado.

Segundo Maranhãozinho, o que ele “gosta mesmo” é de “participar das inaugurações, ter o retorno político”. “E é isso que a gente vem fazendo. Fui prefeito. Se o nosso foco fosse outro, talvez não tivéssemos tido sucesso nas eleições”, acrescentou.

O advogado criminalista Joelton Spíndola, que também participou da live, falou em “vazamentos pontuais”.

“Isso foi deflagrado em dezembro de 2020. Nós pedimos abertura de um inquérito para apurar o vazamento. Estamos agora em 2021, antecipando campanha para governo, aí começam vazamentos pontuais. Pegam uma imagem em contexto empresarial e divulga como se fosse contexto político”, afirmou Spíndola, ignorando que, nas escutas obtidas pela Polícia Federal, Maranhãozinho fala em negociações políticas.

Mulher do deputado, Detinha, também do PL, afirmou que o marido vem sendo alvo de perseguição.

“Não foi um flagrante, como algumas pessoas estão dizendo, né? Muita gente está reconhecendo perseguições”.

Durante a live, na tentativa de mudar o foco, o trio chegou a comparar a situação vivida pelo parlamentar do PL ao reality show ‘Big Brother Brasil’.

Procuradoria Eleitoral vai investigar Josimar 

A Procuradoria Regional Eleitoral no Maranhão decidiu instaurar um procedimento de investigação contra o deputado Josimar de Maranhãozinho (foto, à direita), acusado de ter feito propaganda eleitoral antecipada durante evento em Itapecuru-Mirim (MA), no dia 7 de novembro.

Segundo a denúncia, no evento foram usados símbolos, frases e jingle referentes à sua candidatura ao governo do estado em 2022. Para o MP, tratou-se a princípio de ato “típico de campanha”, onde Maranhãozinho “teria feito pedido explícito de voto”.

Em relação aos maços de dinheiro flagrado pela Polícia Federal, conforme revelado por Crusoé, ainda se espera que o Supremo tome alguma medida concreta.

Deixe uma resposta