• Moradores bloqueiam MA-247 contra paralisação das obras por parte do governo

    Em busca de melhorias na infraestrutura da cidade, moradores bloquearam a MA-247 nesta terça-feira (18). Segundo os manifestantes, o protesto é contra a demora da entrega da rodovia, que era para estar pronta desde 2021. A estrada dá acesso à cidade de São Luiz Gonzaga.

    O ato aconteceu na rodovia, em frente a um depósito, onde estão algumas máquinas e materiais da empresa licitada. Conforme os moradores, os materiais estão abandonados no local desde a assinatura da ordem de serviço que foi feita há três anos.

    José Roberto, de 49 anos, que participou do protesto, afirmou que os moradores tem aguardado a pavimentação da MA-247 desde 1985, com promessas não cumpridas por vários políticos ao longo dos anos. Em 2021, uma ordem de serviço foi assinada com um orçamento de R$ 39,5 milhões para as obras, mas nada foi concluído até agora.

    “Esse ato de hoje é em prol da nossa estrada que há muito tempo, a gente sonha com ela pronta, com asfaltamento. Então, todos os anos existiam promessas de políticos, político ‘A’, político ‘B’, que essa estrada estava sendo construída, que tinha saído uma licitação, que tinha um recurso e que, num determinado período, a estrada sairia. Então, nunca saiu do papel. Então, em 2021, o ex-governador Flávio Dino, chegou em Trizidela do Vale, assinando uma ordem de serviço, dizendo que um recurso de R$ 39,5 milhões. 67 mil reais estariam na conta de uma empresa chamada ConstruServe para ela dar início às obras da estrada. Então, entregaria uma obra no período de 18 meses a partir de 2021. Até então, nunca foi concluído nada. Nunca foi concluído trocar nem 50% da parte dos bueiros. A obra parou, a firma foi embora. Então, está tudo em descaso aqui nessa estrada. A gente, como sociedade civil, organizou esse manifesto para a gente cobrar dos responsáveis uma explicação do porquê da nossa estrada estar nessa situação. Então, hoje a gente fez essa manifestação, a gente juntou as comunidades das margens que dependem da estrada e a gente também fez um abaixo assinado, a gente protocolou no Ministério Público aqui de São Luiz Gonzaga para que ele peça informação ao Governo do Estado esse recurso tá do jeito que tá, a gente não tem informação se foi investido o recurso ou não, se foi aplicado, se o recurso realmente não veio para a empresa. A gente quer saber o que houve”, afirmou.

    Durante a reivindicação, os manifestantes ficaram revoltados com o pronunciamento do engenheiro da ConstruServe, Franklin Dionísio, que solicitou a palavra para explicar os motivos do atraso. Após anos de promessas e irritados com a situação, começaram uma discussão com os representantes da empresa. Os moradores relataram que a estrada já existe há mais de 40 anos, mas até o momento não foi apresentada nenhuma solução.

    Segundo o engenheiro Franklin Dionísio, as obras serão retomadas no dia 2 de julho deste ano e a conclusão está prevista para o final do ano. No entanto, os moradores deixaram claro que, se a promessa não for cumprida, eles voltarão a interditar a estrada e até mesmo a BR 315.

    Em nota, a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) informa que foi realizada uma reunião com a empresa responsável pelas obras na MA-247, entre Trizidela do Vale e São Luís Gonzaga, nesta segunda-feira (17), para tratar da retomada dos serviços no local.

    Eles afirmam que as obras de terraplanagem foram paralisadas devido ao período chuvoso, o que impossibilitou a continuação dos serviços.

    A Sinfra esclarece que, nesta terça-feira (18), a empresa está reunida com a população para tornar públicas as decisões acordadas durante a reunião de retomada da obra, que está prevista para início de julho deste ano. (Por Jéssica Almeida)

    2 respostas

    Deixe uma resposta