Notas Rápidas

Neto recebeu convite de Braide para se filiar ao Podemos

O deputado estadual Neto Evangelista disse, nesta sexta-feira(11), que recebeu convite do prefeito Eduardo Braide para se filiar ao Podemos. “O tempo para a resposta sobre o convite será como o União Brasil, meu atual partido, ficará no Maranhão. Estou aguardando, para só depois tomar uma decisão”, disse Evangelista ao programa Ponto e Vírgula. Neto é aliado do senador Weverton e espera que o União apoie a candidatura do pedetista ao governo. Disputam o comando do União Brasil no Maranhão os deputados Juscelino Filho e Pedro Lucas.

Alckmin tem reunião com PV

Depois do PSB sinalizar a desistência de uma federação com o PT,  o ex-governador Geraldo Alckmin se reuniu nesta sexta-feira com a cúpula do PV em São Paulo. Alckmin esteve com o presidente nacional do PV, José Luiz Penna, e com outros dirigentes da sigla no estado. Na segunda-feira, Alckmin havia praticamente selado sua filiação ao PSB após um encontro com Carlos Siqueira, presidente nacional da sigla, com o ex-governador Márcio França, o prefeito de Recife, João Campos, e Jonas Donizette, presidente do partido em São Paulo.

Rafael Leitoa deixa o PDT

O deputado Rafael Leitoa protocolou, nesta sexta-feira(11), seu pedido de desfiliação do PDT. Ele reafirmou seu apoio a Flávio Dino e Carlos Brandão e disse que nos próximos dias anunciará sua nova sigla partidária.

TSE confirma ex-genro de Roberto Jefferson na presidência do PTB

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) validou, nesta sexta-feira, a nova Executiva nacional do PTB que confirma o deputado estadual Marcus Vinícius Neskau (RJ) na presidência da sigla. Ex-genro do presidente de honra do partido, Roberto Jefferson, preso desde agosto passado, o parlamentar foi eleito em fevereiro para substituir Graciela Nienov no comando da legenda, após a ex-dirigente  ser acusada por Jefferson de traição.

Leite candidato

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), admitiu que discute a possibilidade de voltar à corrida presidencial após ser derrotado nas prévias do PSDB pelo governador de São Paulo, João Doria. Em evento em Washington, nos Estados Unidos, Leite afirmou que alguns aliados têm defendido sua entrada na disputa e que está correndo para tomar uma decisão sobre uma possível candidatura. Segundo o governador gaúcho, a decisão será tomada nas próximas semanas em razão da legislação eleitoral, que determina que ele renuncie ao governo do Rio Grande do Sul até o final deste mês caso deseje ser candidato.

Vereadores de SLZ criticam aumento dos combustíveis

A Petrobras anunciou um novo aumento nos preços dos combustíveis. A mudança estava prevista para ocorrer nesta sexta-feira, 11, porém, na quinta-feira, 10, vários postos de São Luís anteciparam o aumento no valor do combustível para o consumidor final, alterando o preço ainda com o estoque antigo. Em alguns bairros da cidade, o aumento chegou a ser superior a R$ 0,50 por litro. Postos da capital maranhense já vendiam a gasolina por R$ 7,29.

Alternativa

Por meio das redes sociais, o presidente da Câmara de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT), manifestou o seu posicionamento sobre o reajuste dos preços dos combustíveis. “Mais um aumento nos preços da gasolina, gás de cozinha e diesel. Quem mais sofre impactos são os trabalhadores, porque o preço dos combustíveis é repassado para outros bens e serviços. O Brasil precisa caminhar para uma alternativa que acabe com a dolarização do petróleo”, disse.

Câmara deve apreciar 49 proposições

O plenário da Câmara de São Luís deverá apreciar 49 proposições na próxima sessão ordinária híbrida da Casa Legislativa que acontecerá às 9h da próxima segunda-feira (14). O evento será transmitido ao vivo pelo canal “camaraslz” no YouTube, plataforma por meio da qual a população poderá acompanhar a sessão parlamentar. Segundo a Ordem do Dia, está prevista a análise de 12 projetos de lei, três projetos de decretos legislativos, 19 requerimentos, três moções e 12 indicações pelos vereadores de São Luís.

Inaceitável

O senador Weverton (PDT-MA) criticou o aumento dos preços dos combustíveis. A Petrobras anunciou esta semana um aumento de 18,8% para a gasolina e de 24,9% para o diesel nas refinarias. “Essa escalada de preços tem impacto direto na vida de todo mundo, inclusive de quem não tem carro. Não é possível continuar assim. Os mais pobres não podem continuar pagando os lucros dos acionistas”, afirmou o parlamentar.

Projetos

O Senado aprovou dois projetos que oferecem alternativas para equilibrar os preços. O primeiro define alíquota única do ICMS para todo o país, com incidência por uma única vez do imposto sobre combustíveis, inclusive importados; e concedeu isenção do PIS/Pasep e da Cofins em 2022 sobre os combustíveis. Essa nova tributação vale para o diesel, o biodiesel, a gasolina, o etanol anidro (que é misturado à gasolina), o gás liquefeito de petróleo (GLP) e o gás liquefeito de gás natural (GLGN). O projeto já passou pela Câmara dos Deputados e agora vai à sanção do presidente. O outro projeto, do senador Rogério Carvalho (PT-SE) com substitutivo do senador Jean Paul Prates (PT-RN), cria um sistema para limitar a variação de preços, sustentado por uma Conta de Estabilização de Preços de Combustíveis, e estabelece o Auxílio Combustível Brasileiro para taxistas, motoristas de aplicativos, motociclistas e condutores de pequenas embarcações.

Deixe uma resposta