Nova pesquisa OAB/MA: Diego Sá lidera com 29,7%; Kaio Saraiva tem 22,3% e Gustavo Carvalho 9,5%

Nova pesquisa, desta vez realizada pelo Instituto Qualitativa, confirma a preferência absoluta do advogado Diego Sá na disputa pela presidência da OAB/MA, em eleição marcada para acontecer em novembro.

No cenário espontâneo, aquele em que o advogado cita o seu nome de preferência, independente do nome, Diego Sá aparece em primeiro lugar com 21,5% das intenções de votos.

Kaio Saraiva, atual tesoureiro e pré-candidato com apoio do atual presidente (Thiago Diaz), está em segundo lugar com12,8% das intenções de votos.

Samara Braúna, Thiago Diaz e Carlos Brissac que não são candidatos, também foram citados e aparecem com 1,2%,  3,1% e 3,7% pontos, respectivamente.

O advogado Gustavo Carvalho aparece com 3,5%, Misael Rocha, Heliane Fernandes e Aldernor Rebouças ficaram abaixo de 1%.

Não sabem ou não quiseram responder representam 52,9% no cenário espontâneo.

INDUZIDA CENÁRIO 1

No cenário induzido, com apenas 3 candidatos, Diego Sá segue liderando com 29,7% das intenções de votos.

Em segundo lugar aparece Kaio Saraiva com 22,3%, seguido por Gustavo Carvalho com 9,5%.

Nenhum deles representa 12% e NS/NR representa 26,5% das intenções de votos no primeiro cenário.

INDUZIDA CENÁRIO 2

O Instituto também avaliou a disputa com apenas dois candidatos, sendo Diego Sá pelo campo da oposição e Kaio Saraiva representando a atual gestão.

Nesse cenário, Diego Sá seria eleito novo presidente da OAB/MA com 40,7% das intenções de votos e Kaio Saraiva seria derrotado com26,5% dos votos.

Nenhum deles representa 15,5% e NS/NR 17,3% dos votos.

REJEIÇÃO

A pesquisa também perguntou em quem o advogado não votaria de jeito nenhum. No cenário de rejeição, Kaio Saraiva lidera com 23,8% de reprovação.

Gustavo Carvalho é o segundo mais rejeitado pela classe dos advogados, com 10,5% e Diego Sá aparece como o menos rejeitado, com 7,2%.

Nenhum deles representa 15,5% e NS/NR 43%.

Foram entrevistados 800 advogados e advogadas nos dias 20, 21 e 22 de setembro. A margem de erro é de 4% para mais ou para menos.

Deixe uma resposta