Paciente do Maranhão com possível variante indiana é monitorado pela Anvisa e SES

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária notificou a Secretaria de Saúde do Maranhão sobre tripulante indiano do navio “MV SHANDONG DA ZHI”, que deu entrada em hospital da rede privada de São Luís com sintomas da Covid-19.

“Nossas equipes acompanham o caso, sob coordenação da ANVISA”, afirmou o secretário Carlos Lula.

Exames estão sendo realizados nos outros tripulantes do navio, que estão isolados em quarentena.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou ao governo federal que restringisse voos vindos da Índia para conter a chegada da nova cepa, a B.1.617.2, aparentemente mais transmissível que outras variantes.

Ainda há muitas incertezas sobre quão mais transmissível é a B.1.617.2 em comparação com a variante britânica e outras cepas, como a da África do Sul e a de Manaus, apelidada de P.1.

A OMS classificou B.1.617 como uma variante de preocupação. Um rótulo de “variante preocupante” indica que a variante identificada pode mostrar, entre outros indicadores, evidência de transmissibilidade ou gravidade aumentadas.

Deixe uma resposta