Partidos entram com pedido no STF para suspender nota de R$ 200

Quase um mês após o Banco Central anunciar o lançamento da nota de 200 reais, os partidos Rede Sustentabilidade, Podemos e PSB entraram com uma ação no Supremo Tribunal Federal para suspender o ato do Conselho Monetário Nacional (CMN).

Segundo as legendas, a criação da cédula, que começaria a circular no fim de agosto, pode favorecer os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Em nota, os partidores disseram que o BC agiu com “ingenuidade” e “precipitação” por não considerar as transações ilegais que deixariam de ser registradas pelo sistema bancário.  A ministra Cármen Lúcia é a relatora do caso.

Quando anunciou a medida, o Banco Central afirmou que houve crescimento do uso de papel moeda de 210 bilhões de reais para 270 bilhões de reais entre fevereiro e junho.

Deixe uma resposta