Análise: PT mais uma vez subestima Flávio Dino, que no máximo serve para vice

A notícia de que o governador Flávio Dino estaria sendo sondado para ser o vice do apresentador Luciano Huck em uma candidatura presidencial em 2022, através de uma articulação do ex-presidente FHC, deixou alguns esquerdistas em alvoroço – principalmente petistas.

Não demorou muito para que o deputado federal e vice-presidente nacional do PT, Paulo Teixeira fosse em seu Twitter dizer que Flávio Dino “estará na nossa chapa nas próximas eleições presidenciais”. O petista citou Lula e Fernando Haddad como nomes do partido à Presidência da República e Flávio vice.

A declaração, que de início seria para afagar Dino e dirimir qualquer iniciativa de aproximação com Huck ou outros nomes, acabou soando – mais uma vez – como um ato de desprezo do PT em relação ao governador maranhense.

Para o PT, Lula e sua turma, Flávio serve somente para uma eventual vaga de vice (e olhe lá!). Caso o tratasse realmente como aliado, o mais correto seria dizer que o comunista maranhense, na possibilidade de Lula (ficha suja) e Haddad não concorrerem em 2022, pudesse encabeçar a chapa. Bastava citar Dino candidato a presidente com o apoio do PT entre as hipóteses –  ainda que, no fundo no fundo, a mais remota possível a depender da real vontade dos petistas.

O vice-presidente do PT ao declarar que o partido tem no máximo a vaga de vice a Dino é diminuir sua importância no processo e desconsiderar sua candidatura à Presidência da República.

Se já pegou mal Lula ao sair da prisão (graças a um pedido do PCdoB numa Ação Declaratória de Constitucionalidade) e, no seu egocêntrico discurso onde esqueceu de agradecer o PCdoB autodeclarar-se candidato e, em caso de impossibilidade, afirmar que o plano A, B, C do PT (nas palavras de Lula o partido serve para ser apoiado) ser Haddad, fica mais evidente com o recado do vice-presidente do PT a deselegância e desconsideração a um aliado de primeira hora.

Para o PT, o governador do Maranhão é mais um que deve ir a reboque. Devem se enganar. Quando até os adversários reconhecem a importância de Flávio Dino no processo, é sinal de que sua liderança não deve ser menosprezada.

1 pensou em “Análise: PT mais uma vez subestima Flávio Dino, que no máximo serve para vice

  1. Jhon cutrim, é muito engraçado quando o assunto é PT, quando vc fala o vice do apresentador Luciano Huck e ex-presidente FHC é um respeito agora quando se retrata ao PT, Lula e sua TURMA, sempre fica aquele toque querendo queimar. meu caro, muitos da impressa brincaram com a opinião do povo, bateram tanto no PT,querendo eleger o Psdb, que se ferraram, por que quem venceu foi o Bozo, e agora estão arrependidos, o PT vai buscar o seu espaço assim como qualquer outro partido tem direito, Flavio Dino, pode sair candidato independente de PT, não vejo problema, agora 2022 ta muito longe, seria um prazer ser vice de Lula, Haddad ou de Flavio Dino, agora de Luciano tu ta de brincadeira a mando de FHC. esta é minha visão

    Resposta: Também concordo, de Huck não seria a melhor opção. De adversário pode se esperar isso (oferecer vice). Agora de aliado, pq não ser o candidato a presidente com o apoio do PT?

Deixe uma resposta