“Se houver aumento nos casos, iremos voltar atrás nas medidas”, diz secretário Carlos Lula

O secretário de estado da Saúde, Carlos Lula, falou ao vivo no Programa Bom Dia Maranhão da TV Difusora, nesta segunda-feira, sobre o atual cenário da vacina e as ações do Governo contra a Covid-19 em todo o estado. Segundo o secretário, o fim de semana já foi de bons resultados com a parada sanitária de três dias decretada pelo Governo Estadual.

“Os números já apontam melhora aos pacientes que tem procurado as nossas unidades. As portas de entrada diminuíram o fluxo de pessoas e vamos analisar essa semana. Se for o caso de aumento nos casos, voltaremos com novas medidas tomando as precauções para não gerar problemas sociais e sanitários”, destacou o secretário.

Sobre o atraso na vacinação, divulgado por levantamento da Fiocruz, o secretário informou que o sistema usado nacionalmente não acompanha o estadual, por isso o atraso, mas que a vacinação no Maranhão tem caminhado rápido e terá um avanço maior com a contribuição de profissionais nos municípios com maior dificuldade.

“A partir dessa semana iremos enviar técnicos, vacinadores e digitadores para acelerar o processo de vacinação e lançamento dos dados no sistema, que são as maiores dificuldades de alguns municípios. Esses profissionais irão para as cidades que tem menos de 50 mil habitantes”, disse.

Um problema que o Brasil tem enfrentado é falta de medicação para intubação. De acordo com Carlos Lula, a indústria não conseguiu acompanhar o aumento do uso da medicação e por isso será necessária uma intervenção para a compra em outros países.

“Não somos o estado mais rico, mas tomamos mais precaução. Em relação a oxigênio, a gente não corre esse risco. O Estado se resguardou de todas as maneiras. Estávamos fazendo compras desde o final de dezembro, já prevendo, e hoje temos estoque crítico para 20 dias”, frisou.

Para o mês de abril, a expectativa não é a das melhores. Para o secretário, a situação no país continuará séria e o cenário continuará critico, melhorando apenas no mês de maio.

Já sobre a suspeita do roubo de vacinas no Maranhão, Carlos Lula foi duro e falou em punição a quem for descoberto com essa prática criminosa. “Estamos aumentando contato com a Secretaria de Segurança Pública para evitar roubo, furtou ou utilização indevida. As vacinas estão sendo escoltadas e estamos tomando as precauções. Se descobrimos, essas pessoas serão presas e punidas. Não podemos lidar em pleno 2021 com esse tipo de conduta”, finalizou Carlos Lula. (Do MA 10)

Deixe uma resposta