Valdemar Costa Neto dá início a ‘limpa’ em diretórios estaduais do PL após filiar Bolsonaro

O PL começou a adaptar seus diretórios estaduais à campanha de reeleição de Jair Bolsonaro. Todos os escritórios da sigla em Estados são representações provisórias, o que deixa qualquer mudança a uma canetada de distância, dependendo apenas da vontade de Valdemar Costa Neto. No Pará, o agora ex-presidente estadual Cristiano Vale disse não ter sido avisado da sua destituição na semana passada. “Não esperava. Tenho uma história de 20 anos no partido”. Apesar de não ter divergências com Bolsonaro, ele apoia a reeleição de Helder Barbalho (MDB). O presidente deve dividir palanque com o senador Zequinha Marinho (PSC). Ontem, o TSE autorizou a desfiliação de Vale do PL.

VEJA BEM. Valdemar até sinalizou que os diretórios teriam independência. A condição provisória, porém, pode inviabilizar esta promessa. Segundo o cientista político Murilo Medeiros, o cenário permite ao PL acomodar novas lideranças e dissolver comandos regionais.

É ASSIM. Além do PL, o Republicanos também tem todos os diretórios estaduais na condição de provisórios. “A Constituição garante autonomia e o partido resolveu se estruturar assim”, disse Marcos Pereira, que preside a sigla. Estadão

Deixe uma resposta