Wellington do Curso diz que ainda vai ter uma conversa com Braide para definir futuro

Em entrevista ao programa Ponto e Vírgula (Difusora FM), o ainda pré-candidato a prefeito, Wellington do Curso (PSDB) negou que fez parte do compromisso feito em 2018 com Eduardo Braide (Podemos) que, em troca da desistência da sua candidatura ao governo para apoiar Roberto Rocha, teria em troca o apoio dos tucanos em 2020 para disputar a Prefeitura de São Luís.

“Não fiz parte desse acordo e não participei desse processo”, afirmou Wellington do Curso.

Wellington ressaltou que sempre deixou claro não haver possibilidade de desistir e tampouco ser vice de Eduardo Braide. Ele disse não acreditar que Braide vá vencer as eleições no primeiro turno.

“Não me provaram que com a união das oposições Braide vence no primeiro turno. Na conversa com o Roberto eles me ofereceram a vice do Braide. Não aceitei”, contou.

O deputado questionou, ainda, por que o partido desistiria de uma candidatura que fortaleceria as possibilidade nas eleições para o governo do estado em 2022.

Wellington revelou ainda que vai ter uma conversa com Eduardo Braide para tentar dirimir a polêmica criada e definir o futuro.

Quem sabe um acordo pode ser selado entre os dois ou Wellington apoiar outro candidato.

Deixe uma resposta