Weverton diz que permanência no PDT no governo caberá ao governador Flávio Dino

O senador Weverton (PDT), em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira(31), confirmou a sua pré-candidatura ao governo do Maranhão. A entrevista aconteceu após reunião em que o parlamentar comunicou a decisão do seu grupo ao governador Flávio Dino. “Minha pré-candidatura ao governo vai seguir em frente, porque ela não é mais minha, ela pertence às pessoas que caminharam comigo”, declarou Weverton.

“Tivemos uma conversa amistosa e falamos que seguiríamos com a nossa pré-candidatura e reafirmamos que o nosso grupo político segue apoiando Flávio ao Senado”, disse o senador destacando ainda que, a partir de agora, parte para um série de viagens para conversar com os mais variados seguimento da sociedade e assim trabalhar na construção de um programa de crescimento e fortalecimento do Maranhão. “Nada contra o doutor Carlos Brandão, acontece que nós temos pensamentos diferentes. O Brandão é de um campo político. Nós somos do outro. Este é o que nos identifica, eu, Flávio e Lula”, afirmou. “Hoje o eleitor do Flávio sabe que o coração dele no fundo no fundo é aqui nesse lado, do homem do campo, do trabalhador”.

Ao ser questionado quanto à permanência do PDT no governo de Flavio Dino, o senador falou que essa é uma decisão que cabe ao governador e que o deixou bastante à vontade para tomar a decisão que lhe for conveniente.

“O PDT não nasceu no Leões. O PDT nasceu da luta e é assim que vamos seguir rumo ao governo do estado”, ressaltou Weverton.

A coletiva, que aconteceu na sede do PDT, contou com a presença de lideranças políticas,  como a senadora Eliziane Gama ( Cidadania), o presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB), o secretário de Segurança do estado, Jefferson Portela, os deputados federais Cleber Verde( Republicanos), Juscelino Filho( Democratas), Gil Cutrim ( Republicanos), os estaduais Glaubert Cutrim (PDT),Ciro Neto(PP), Marcos Caldas, Márcio Honaiser (PDT), Neto Evangelista(DEM), o presidente da Câmara de São Luís, Osmar Filho(PDT), o presidente da Famem, Erlânio Xavier(PDT), o ex-prefeito de Timon Luciano Leitoa, o pré-candidato a deputado Dr. Madeira, o presidente do Diretório Municipal do PT de São Luís, Honorato Fernandes, o presidente da CUT-MA, Manoel Lages, o vereador Nato,  a ex-vereadora Barbara Soeiro e a representante da Rede, Jane Selma, entre outras lideranças políticas.

“O governador Flávio Dino tem o nosso respeito. Durante conversa com ele enfatizamos as conquistas que o Maranhão está tendo e por isso falamos do nosso desejo em apoiá-lo para o Senado, assim como também lhe informamos que não acompanharemos a pré- candidatura do vice governador. Entendemos que o senador Weverton tem mais condições para seguir um projeto de crescimento e fortalecimento do nosso estado. Vamos seguir com esse projeto que será vitorioso”, disse Othelino Neto.

“Aqui é um campo que se define pelo apoio à pré-candidatura do senador Weverton Rocha. A minha posição sempre foi apoiar a candidatura do senador Weverton”, disse o secretário Jefferson Portela.

O presidente do Diretório Municipal do PT de São Luís, Honorato Fernandes, destacou que a pré-candidatura de Weverton atende os anseios dos projetos defendidos pelo PT, de fortalecimento de políticas públicas e valorização dos trabalhadores.

Ao ser questionado sobre apoio do ex-presidente Lula, Weverton falou que a sua história com Lula não é de agora. Não é devido a sua posição em pesquisa.

“Nos momentos difíceis estava lá apoiando Lula, defendendo os seus ideais. Não resolvi mudar de lado para conquistar este ou aquele benefício. Eu sempre tive lado”, disse o senador Weverton.

4 pensou em “Weverton diz que permanência no PDT no governo caberá ao governador Flávio Dino

  1. Com esse formato Flávio Dino será o senador mais votado da história do Maranhão, haverá segundo turno entre os do dois grupos palácianos,Weverton estará mais articulado para trazer outros grupos políticos vc como Edivaldo júnior por exemplo,vai ganhar a eleição,podem ter certeza.

Deixe uma resposta