Rubens Júnior prevê Edivaldo Holanda Júnior forte em 2022

Para Rubens Júnior (PCdoB), o atual prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, será um importante nome nas eleições de 2022. A declaração foi feita durante entrevista que o deputado federal licenciado e atual secretário das Cidades concedeu ao jornalista John Cutrim e o radialista Robson Jr. no programa Resenha, da TV Difusora, no último sábado (18).

Na entrevista, diversas pautas foram tratadas, entre elas o cenário político de São Luís e sua pré-candidatura a prefeito pelo PCdoB. Em certo momento, ao ser instigado a falar sobre composição partidária visando a eleição, Rubens Junior destacou que PCdoB ainda não é o maior partido de São Luís, ficando atrás do PDT, hoje capitaneado pelo prefeito Edivaldo.

“O prefeito tem como marca a honestidade, a integridade, a responsabilidade. Brasil a fora com varia denúncias de governos que atrasaram salários, atrasaram fornecedores, em São Luís há certa regularidade fruto da dedicação de Edivaldo”.

Ainda segundo a análise do pré-candidato comunista, o prefeito de São Luís, que encerra seu mandato neste ano, pode vir forte em 2022. “Um prefeito, que provavelmente, elegerá seu sucessor, sai com bons índices de aprovação, e será um player importante em 2022”, frisou Rubens Junior.

Veja a íntegra abaixo

Paço do Lumiar: Paula Azevedo inaugura escola em tempo integral e recebe apoio de representantes de escolas comunitárias

Paço do Lumiar, na grande São Luís, continua investindo na educação. Na manhã deste sábado (18), em parceria com o Governo do Estado, foi inaugurada a nova estrutura do Centro Educa Mais Dr. Luiz Sérgio Cabral Barreto. A unidade de ensino foi revitalizada e entregue durante o Dia D do Programa Escola Digna. Serão cerca de 370 alunos beneficiados com a escola.

O Centro Educa Mais Dr. Luiz Sergio Cabral Barreto fica na comunidade Mocajutuba e foi todo reformado e adequado para oferecer educação em tempo integral. Entre os serviços, melhoria nas salas com a instalação de aparelhos de ar condicionado, revestimentos, forro, cobertura, pintura, redes elétrica e hidráulica, quadra poliesportiva e outros ambientes revitalizados. Na obra, o Governo do Estado investiu mais de R$ 1.65 milhão.

A prefeita em exercício de Paço do Lumiar, Paula Azevedo, enfatizou a ação como um ato de valorização dos alunos e da educação do município. “É um grande ganho para nossa comunidade e para nossa cidade. Vai garantir qualidade de vida e educação mais qualificada para nossas crianças. Agradeço ao governador Flávio Dino e ao secretário Felipe Camarão por essa oportunidade e benefício ao nosso município”, disse a gestora que estava acompanhada pelo Secretário Adjunto de Educação do Estado, Daniel Carvalho; Secretário de Educação de Paço do Lumiar, Marcos Ferreira; além de assessores.

ESCOLAS COMUNITÁRIAS

Na sexta-feira (17) Paula esteve na Vila São José, onde se reuniu com representantes de escolas comunitárias, recebendo o apoio maciço da categoria.

Durante o diálogo, a Prefeita conversou abertamente com a classe. Paula ouviu as demandas e disse que vai continuar investindo na educação de Paço do Lumiar. Também participaram do encontro o Secretário de Planejamento e Articulação Governamental, Jameson Malheiros; Secretário de Educação, Marcos Ferreira e o líder político Fabio Rondon.

Planalto compra carros para Sarney e outros ex-presidentes por R$ 647 mil

O governo gastou R$ 647,7 para comprar carros para ex-presidentes da República, diz Helena Mader, na Crusoé.

Seis ex-presidentes terão carros novos à disposição: José Sarney, Fenando Collor, Fernando Henrique Cardoso, Lula, Dilma Rousseff e Michel Temer. O Antagonista

Para Lula, PT deve ter candidatos a prefeitos em dez capitais; São Luís de fora

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reiterou, diante do novo diretório nacional do PT, a orientação de que o partido deve ter candidatos próprios no maior número possível de cidades importantes nas eleições municipais deste ano. No entanto, em conversas reservadas com dirigentes do partido, Lula tem dito que se dá por satisfeito se o PT encabeçar as chapas em dez capitais. Rio de Janeiro, onde o partido negocia com o PSOL de Marcelo Freixo, e Porto Alegre, que tem Manuela d’Ávila (PCdoB) como principal nome da esquerda, não estão na lista do ex-presidente. Segundo dirigentes petistas, Lula quer que o PT tenha candidatos próprios em São Paulo, Belo Horizonte, Fortaleza, Salvador, Manaus, Teresina, Aracaju, Natal e Cuiabá. Em São Luís o PT deve se coligar com o candidato do PCdoB, Rubens Jr. ou do PSB, Bira do Pindaré.

O ex-presidente reiterou a orientação durante reunião do diretório nacional do PT que escolheu a nova comissão executiva do partido, em São Paulo. A presidente do partido, Gleisi Hoffmann, disse que a expectativa é que este ano o PT eleja mais prefeitos do que em 2016, quando o partido sofreu uma das piores derrotas eleitorais de sua história.

“Estamos em um processo de renovação de quadros. Por isso em muitas cidades teremos candidatos novos que podem se eleger ou se fortalecer para as próximas eleições. A gente espera que nesta eleição o PT eleja mais prefeitos do que elegeu em 2016. O quadro é diferente, o partido recuperou muito a relação com a sociedade”, disse ela.

A presidente do PT aproveitou para rebater o texto no qual o deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP) faz duras críticas a Lula que, em uma entrevista, disse que dificilmente um candidato “comunista” tem chance de se eleger presidente. Líder do PCdoB na Câmara, Orlando criticou a descortesia de Lula com Flávio Dino. “O presidente Lula considerar difícil a eleição de um comunista para presidente não surpreende, afinal, ele considerava impossível uma vitória para o governo do Maranhão. Flávio Dino foi eleito e reeleito governador sem seu apoio”, respondeu. E continuou: “anote aí, o elogio do presidente Lula a Flávio Dino é como um “abraço de urso”, daí ser adequado Flávio saber o ponto exato de proximidade – ou será esmagado”, disparou Orlando.

“Lamento que o Orlando tenha feito o texto até porque foi em cima de pedaços pinçados da entrevista, fora do contexto. Lula estava fazendo uma avaliação. É engraçado que todo mundo fala do PT, todo mundo critica o PT, inclusive nossos aliados. Dizem que o PT quer ser hegemonista, quer mudar, não sei o que. Nós não podemos fazer crítica nenhuma?”, questionou Gleisi.

‘Abraço de urso’: Lula tem encontro com Flávio Dino após dizer que é difícil eleger um comunista Presidente

Após reunião do Comitê Nacional Lula Livre, neste sábado (18), o ex-presidente Lula se encontrou com o governador Flávio Dino (PCdoB), que está sendo trabalhado pelos comunistas como possível presidenciável para 2022.

O cumprimento entre os dois foi registrado pelos fotógrafos, e uma dessas imagens foi parar no Twitter de Lula, que escreveu a seguinte mensagem: “Com o companheiro @FlavioDino, governador do Maranhão, na reunião do Comitê Nacional Lula Livre. Orgulho em contar com o apoio e solidariedade de um homem do Direito que, de quebra, teve a coragem de abandonar a toga pra fazer política. “.

A última frase contém uma clara alfinetada ao ministro da Justiça, Sérgio Moro, que, enquanto juiz, condenou Lula em 2018.

O encontro com Dino ocorre depois de Lula dizer que “o PT é um partido muito grande se comparado ao PCdoB”; “é difícil eleger um comunista e Flávio sabe disso” e “é muito difícil eleger alguém de esquerda sem o PT”.

O líder do PCdoB na Câmara, deputado federal Orlando Silva criticou a descortesia de Lula com Flávio Dino. “O presidente Lula considerar difícil a eleição de um comunista para presidente não surpreende, afinal, ele considerava impossível uma vitória para o governo do Maranhão. Flávio Dino foi eleito e reeleito governador sem seu apoio”, respondeu. E continuou: “anote aí, o elogio do presidente Lula a Flávio Dino é como um “abraço de urso”, daí ser adequado Flávio saber o ponto exato de proximidade – ou será esmagado”, disparou Orlando.

Está mais claro ainda que o PT e Lula não querem Flávio Dino candidato a Presidente. E um apoio ao comunista só em última hipótese. Lula faz apenas jogo de cena no sentido de manter Dino perto.

É o que Lula já disse ao sair da cadeia, o PT ‘não nasceu para ser partido de apoio’ e sim ser apoiado. Como ocorreu em cinco eleições presidenciais, Flávio e o PCdoB só servem se for para apoiar o PT. Petistas ainda tratam o PCdoB como um puxadinho. E com Flávio sabem que agora é diferente, pois o comunista não aceitará ser marionete. A capacidade de diálogo de Dino com o centro e outras forças além da esquerda e sua independência incomodaram a cúpula petista.

Márcio Jerry: PCdoB vai intensificar diálogos em São Luís

Presidente estadual do PCdoB Maranhão, o deputado federal Márcio Jerry destacou, nesta sexta-feira (17), o protagonismo que seu partido assumiu nos últimos anos na cidade de São Luís. Ele afirmou que a sigla continuará trabalhando para garantir um papel central e decisivo no pleito de 2020. “Vamos intensificar fortemente os diálogos para construirmos uma proposta vencedora”, declarou.

No próximo dia 20 o partido reunirá sua direção em São Luís para avaliar a conjuntura pré eleitoral. “Este ano apresentaremos nossos nomes para prefeito, vice e vereadores, exercitando uma das características do partido: construir consensos progressivos, a partir do diálogo permanente. E novamente vencer!”, afirmou.

O parlamentar lembrou que ainda em 2008, o PCdoB chegou ao segundo turno com a candidatura de Flávio Dino, atual governador do Maranhão, e inaugurou sua representação na Câmara Municipal elegendo dois vereadores. Em 2012, o partido esteve à frente do processo que levou à vitória o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), e manteve o número de dois vereadores. Já em 2016, o PCdoB São Luís apresentou o nome do professor e sindicalista Júlio Pinheiro como vice-prefeito da chapa que reelegeu Edivaldo, além de fazer três vereadores.

“O PCdoB em São Luís vem tendo, desde 2008, um papel central e decisivo nas eleições municipais. E será assim novamente em 2020”, garantiu Márcio Jerry.

Rubens Jr. sobre disputa no PCdoB e Duarte Jr: “se o partido entender que é o melhor candidato marcharei junto”

Em entrevista ao jornalista John Cutrim e o radialista Robson Jr. no programa Resenha na manhã deste sábado na TV Difusora (SBT), o secretário da Secid e pré-candidato a prefeito de São Luís, Rubens Jr. afirmou que no PCdoB não haverá disputa entre ele e o também pré-candidato Duarte Jr. Rubens declarou que caso não seja candidato apoiará o nome do partido sob o comando do governador Flávio Dino. Ainda na entrevista, ele defendeu que o prefeito Edivaldo esteja no jogo eleitoral de 2022. (veja no vídeo acima)

“No PCdoB não haverá disputa, haverá uma construção que fortaleça o nosso partido. O PCdoB sem dúvida nenhuma terá um protagonismo exagerado nessa eleição municipal, afinal de contas já somos o maior partido do Maranhão, ainda não somos o maior partido de São Luís, o PDT na capital é maior do que a gente, mas nós sairemos com a maior bancada de vereadores nessa eleição”, disse.

Questionado se poderia abrir e apoiar a candidatura de Duarte Jr ou este poderia desistir e o apoiar, Rubens Jr. respondeu:

Eu tenho essa disciplina partidária, a minha candidatura não é um projeto pessoal, e é muito ruim quando a política se faz com projeto pessoal. Eu entendo que a política é a arte do coletivo, ganha quem tem a melhor coletividade, o melhor time, o exército mais forte, e nesse caso eu acatarei a decisão do meu partido sob a liderança do governador Flávio Dino, se amanhã o nosso partido entender que candidato X é o melhor candidato, eu estarei cerrando fileiras, marchando junto, porque entendo que é muito mais importante todo esse projeto de mudança no Maranhão do que o meu desejo pessoal“, afirmou. (veja no vídeo acima)

Ele ainda defendeu a gestão do prefeito Edivaldo e disse que o atual prefeito de São Luís é um nome forte para a eleição de 2022.

“O prefeito Edivaldo cada vez mais recuperando na sua gestão, é nítido que a cidade vive hoje um outro momento e ele tem como marca a honestidade, a integridade, a responsabilidade o que o permite, inclusive, que o Edivaldo esteja no jogo de 2022, afinal de contas um prefeito que provavelmente elegerá o seu sucessor, está com bons índices de aprovação, ele será um player importante em 2022”, ressaltou Rubens Jr.

Veja a íntegra da entrevista no vídeo abaixo:

No recesso da AL, deputada Dra. Cleide Coutinho intensifica contatos com base política

Fiel ao seu estilo de trabalho permanente, a deputada estadual Dra. Cleide Coutinho (PDT), está aproveitando o recesso parlamentar para intensificar os contatos com sua base política-eleitoral.

Nesta sexta-feira, 17/01, Dra. Cleide esteve em Tuntum para o lançamento da pré-candidatura à prefeito da cidade, deputado Fernando Pessoa, seu colega de parlamento estadual.

No evento estiveram presentes o Senador Weverton Rocha, o Presidente da Famem Erlânio Xavier, o prefeito de Santa Filomena, Idan Torres, o deputado federal Edilásio Jr, o secretário de estado e presidente estadual do partido Solidariedade, Simplício Araújo e os vereadores tuntunenses Ivalto, Jota, Dr. Alexandre e Nelson do Nanxi, presidente da Câmara municipal de Tuntum, dentre outras lideranças políticas populares.

Dra. Cleide, que ao lado do saudoso deputado Humberto Coutinho faz política em Tuntum há cerca de 30 anos, reafirmou seu compromisso com a cidade e agradeceu o reconhecimento do seu trabalho com seguidas votações que recebe daquela cidade.

Justiça condena a 5 anos de prisão médico que gastou R$ 15 mil da saúde pública em vinho e restaurante de luxo no Maranhão

Do blog do Fausto Macedo (Estadão)

O diretor de uma entidade gestora de hospitais maranhenses foi condenado a cinco anos e quatro meses de prisão por desvios de R$ 60 mil, incluindo gastos de R$ 15 mil em restaurante de luxo especializado em vinhos de São Luís. Alvo da Operação Sermão aos Peixes, que mira fraudes na aplicação de verbas federais no Estado, o médico foi sentenciado ao lado de outro gestor, que pegou sete anos e seis meses. A ambos foi imposto regime semiaberto.

Segundo as investigações sobre o médico Benedito Silva Carvalho, gestor da organização social Instituto Cidadania e Natureza (ICN), ele teria sacado nove cheques, totalizando R$ 60,5 mil, diretamente das contas abertas pela entidade para a administração de três hospitais em São Luís, e um em Itapecuru Mirim.

Em relatório da Polícia Federal, consta que um cheque assinado pelo diretor do ICN ‘foi utilizado para pagamento do estabelecimento gastronômico em São Luís no patamar R$15.482,55 (quinze mil e quatrocentos e oitenta e dois reais e cinquenta e cinco centavos)’.

A PF relata que se trata do ‘conhecido restaurante de luxo desta cidade, OAK by Expand e Adega, localizado na Avenida dos Holandeses, n 2, quadra 10 – Calhau – São Luís, especializado na venda de vinhos’.

“Apesar de curiosa, a leitura do cheque acima demonstra que enquanto a população sofria com um sistema de saúde precário, os investigados se davam ao luxo de utilizarem dos recursos públicos repassados ao ICN para o custeio de despesas num adega de vinho, o que robustece ainda mais os indícios de que os gestores do ICN tratavam as verbas públicas como se deles fossem”, afirmou a PF, durante as investigações.

Em sentença, o juiz da 1.ª Vara Criminal Federal de São Luís (MA), Luiz Régis Bomfim Filho, afirmou que ‘referido título de crédito refere-se à conta corrente que deveria alicerçar movimentações de verba pública federal à tão somente gestão hospitalar’.

Ao majorar a pena dos dois investigados, o magistrado levou o cheque em consideração.

Ele também considerou a conduta do médico Péricles Silva, acusado de desvios mais vultosos do que seu colega, no valor de R$ 584 mil, e que acabou sentenciado a 7 anos e seis meses.

A ambos, também foi aplicada a pena de perda de função pública e a manutenção de R$ 644 mil bloqueados para reparação do dano.

COM A PALAVRA, A DEFESA

A reportagem busca contato com a defesa dos médicos Benedito Silva Carvalho e Péricles Silva. O espaço está aberto para manifestação

Chefe da Casa Civil Marcelo Tavares visita nova sede do IEMA

A mais nova sede da reitoria do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) recebeu a visita do secretário da Casa Civil, Marcelo Tavares, que conheceu as dependências do prédio acompanhado pelo reitor Jhonatan Almada e pelo supervisor de Infraestrutura Educacional do Instituto, Luiz Edmundo Oliveira.

Na oportunidade, o secretário foi homenageado com a medalha Renato Archer por sua contribuição com a educação técnica, científica e profissionalizante do Maranhão. Sobre o reconhecimento feito por meio do reitor Jhonatan Almada, o secretário destacou que “é uma honra receber essa homenagem do IEMA, que é um dos instrumentos mais importantes da área educacional pública da história do Maranhão. Tenho certeza que se tornará um indutor de desenvolvimento para o estado e será permanente como política pública de estado e não de governos episódicos. Mostra também o acerto do governador Flávio Dino em desenvolver uma política pública na área da educação tão ousada”, disse o secretário acrescentando sobre colaborações com o Instituto.

“Muita satisfação realmente receber das mãos do reitor que representa toda a comunidade do IEMA no Maranhão essa homenagem que é muito importante pelo significado e pela nossa contribuição no passado, no presente, mas, sem nenhuma dúvida, pelo futuro que esta instituição ainda fará por todos os jovens maranhenses por décadas”, concluiu o secretário que também é deputado estadual do Maranhão.

“O secretário Marcelo Tavares é uma das pessoas responsáveis pela criação do IEMA, ele está nesse processo que articulou o apoio do Instituto de Corresponsabilidade pela Educação ICE no início da implantação e tem contribuído junto ao governador Flávio Dino para que o IEMA cumpra com as metas governamentais de estar presente em todas as regiões, nesse sentido a medalha reconhece e homenageia o apoio e a dedicação que o secretário tem tido para fortalecer a instituição”, ressaltou o reitor Jhonatan Almada.

A medalha faz referência ao primeiro ministro de Ciência e Tecnologia na história do Brasil, o maranhense Renato Archer, que teve grande contribuição para o desenvolvimento científico e tecnológico do país. Além do Marcelo Tavares, outras personalidades também receberam o reconhecimento do Instituto, como o governador do Maranhão, Flávio Dino, e o vice-governador Carlos Brandão, por exemplo.

Prefeito de João Pessoa convida Leonardo Sá para ver modelo de administração com mais de 80% de aprovação

O deputado estadual, Dr. Leonardo Sá (PL), teve o prazer de vivenciar o novo modelo de gestão em administração pública de sucesso no Estado da Paraíba, nesta sexta (17).

Seu primo e prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo Pires de Sá (PV), com mais de 80% de aprovação e reeleito em primeiro turno nas últimas eleições foi o anfitrião, na sede da prefeitura, desta agenda positiva, para tratar sobre os avanços tecnológicos em infraestrutura nos municípios.

Devido a sua experiência, Luciano Cartaxo vem ganhando não só credibilidade como gestor público, de uma das capitais mais bem estruturadas e eficientes do país (com destaque no “trade” turístico internacional), mas também comprovando que com boa vontade e planejamento é possível transformar o funcionamento de forma sustentável de uma cidade, em quatro anos e implementar novas ações durante à reeleição.

“Os recursos tecnológicos já estão bem avançados e para gerir uma cidade precisamos levar em consideração tempo, investimento e planejamento das ações. Mas acima de tudo o querer mudar a vida das pessoas para melhor. Assim, com garra e determinação podemos contribuir como gestor, para a qualidade de vida da população gerando emprego e renda”, afirmou o prefeito, Luciano Cartaxo.

Neste ano de 2020, o Dr. Leonardo Sá, a pedido da população pinheirense, disputará as eleições para a Prefeitura da cidade de Pinheiro-MA, na qual já foi vereador mais votado por duas vezes no munícipio, médico no Instituto Federal do Maranhão (IFMA), perito médico do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Atualmente deputado estadual maranhense e vice-secretário de saúde da União Nacional dos Legisladores e Legislativos (Unale).

Nesta viagem, aponta como uma agenda positiva em todos os sentidos. Além de poder contar com conselhos do primo prefeito, também pode ver de perto os avanços que a capital paraibana teve nos últimos anos para atender as necessidades do povo.

“Fico lisongeado de ter um primo político com conduta ética, além de homem visionário, que conseguiu em tão pouco tempo destacar-se como exemplo de gestão pública em uma capital na Região Nordeste do Brasil. É impressionante os índices de crescimento não só em novas tecnologias na infraestrutura da cidade, como também na qualidade de vida proporcionada aos pessoenses. E é em exemplos como este, que quero me ater, para levar ótimas propostas de uma nova gestão em nossa querida Pinheiro”, declarou o deputado, Leonardo Sá.

No momento participaram desta visita o ex-candidato a governador do Estado da Paraíba, Lucélio Cartaxo Pires de Sá; o bioquímico, Dr. Marcos Pires; os amigos Rodrigo e Estênio.

Todavia Pinheiro, conhecida como “Princesa da Baixada”, a principal cidade da região da Baixada Maranhense, poderá ter uma ótima gestão pública, com Leonardo Sá frente à administração do munícipio, já que lidera todas as pesquisas e tem o menor índice de rejeição para prefeito nas eleições de 2020.

Ascom-Deputado Estadual Dr. Leonardo Sá

Reunião na UFMA trata de demandas dos empregados da Ebserh e funcionários do HUUFMA

Reunião ocorrida nesta sexta-feira (17), na reitoria da Ufma, discutiu demandas dos Empregados da Ebserh e funcionários do HUUFMA.

Presentes José Carlos (Enfermeiro Ebserh, Líder da Unidade de Transplante) representando o Sindicato dos  Servidores Públicos Federal (Sindsep), Claudean Serra (líder da Neuroortopedia), e Marcony Vilharins (enfermeiro do HUUFMA).

Weverton Rocha sobre candidatura ao governo: “se Deus permitir e me der saúde, é lógico!”

Em Presidente Dutra nesta sexta-feira (17), na sessão solene em que recebeu o título de cidadão (veja aqui), o senador Weverton Rocha (PDT) afirmou pela primeira vez publicamente que pretende ser candidato a governador do Maranhão. Ao lado do prefeito da cidade, Juran Carvalho e do deputado Ciro Neto, Weverton disse que pode concorrer já na próxima eleição, em 2022, ou em outras.

Muito gente diz que estou em campanha para ser governador, mas isso é consequência, não quer dizer se vai ser 2022, se vai ser 2026 ou 2030, se Deus permitir e me der saúde, é lógico que um dia quero governar esse estado. Por que não?“, declarou Weverton.

O senador disse que é legítimo o direito de almejar o posto.

“Um jovem que se elegeu a senador com 38 anos, com quase dois milhões de votos, trabalha de manhã, tarde e noite, sem ter ninguém na família político, filho de uma professora e de um técnico agrícola, chega lá e hoje pode conversar com qualquer um da política nacional e que defende um lado, o do povo do Maranhão, dos trabalhadores, por que não posso sonhar, claro que eu posso!”, asseverou Weverton.

Líder do PCdoB detona Lula após alfinetada do ex-presidente a Flávio Dino: “o elogio foi abraço de urso”

Por Orlando Silva (deputado federal e líder do PCdoB na Câmara)

Hoje cedo um camarada me alertou: “Lula foi desrespeitoso com o Partido”. Reagi: “deve ser Fake News!”

Minha reação foi a mesma que a maioria dos nossos teria diante de um registro desses. Lula é muito querido entre os comunistas.

Fui ver a entrevista. E, quando entra em tela o nome de Flávio Dino, o presidente nos brinda, para a minha surpresa, com frases absolutamente dispensáveis.

As pérolas: “o PT é um partido muito grande se comparado ao PCdoB”; “é difícil eleger um comunista e Flávio sabe disso” e “é muito difícil eleger alguém de esquerda sem o PT”.

As mesmas frases ditas por um analista político dispensariam qualquer comentário. Mas, sendo proferidas por Lula, merecem atenção.

O presidente estava num ambiente controlado, sem estresse e pode desenvolver seus raciocínios com clareza e sem pressão.

Lula, como ele próprio disse, sempre contou com o apoio do PCdoB (ele disse 4 vezes, mas na verdade foram 5). O PCdoB é o único partido que o apoiou em todas as suas campanhas presidenciais.

O presidente Lula considerar difícil a eleição de um comunista para presidente não surpreende, afinal, ele considerava impossível uma vitória para o governo do Maranhão. Flávio Dino foi eleito e reeleito governador sem seu apoio. Mas qual a utilidade de reforçar a retórica anti-comunista?

Que o PT é “grande” em relação ao PCdoB não chega a ser uma “descoberta”. O PT é o maior partido político do Brasil – e já conquistou uma rejeição da mesma proporção. Aliás, essa é a principal explicação para ter sido derrotado por um candidato nanico, Jair Bolsonaro, de um partido então minúsculo, o PSL.

Esquerda vencer sem PT? Impossível! Claro! E se um partido de esquerda não estiver aliado ao PT? Esteja certo de que esse partido nem era tão de esquerda assim…esse raciocínio conhecemos desde o final dos anos 70 do século passado.

Flávio Dino é a novidade da esquerda brasileira. Cresceu sem “dedaço” e não incubado por nenhum grande líder. A sua competência já está à mostra no governo do Maranhão. Sua capacidade política é reconhecida até pelos adversários. Flávio Dino opera a política de frente ampla que o PCdoB elaborou, mas aplica com timidez sob os olhares severos e críticos dos “companheiros”.

Anote aí, o elogio do presidente Lula a Flávio Dino é como um “abraço de urso”, daí ser adequado Flávio saber o ponto exato de proximidade – ou será esmagado.

A canelada do presidente Lula no PCdoB ou é um teste para as vértebras dos comunistas ou uma recaída após lembranças da chapa Osmar-Batista-Alemão? De qualquer modo, requer uma resposta fria, como a boa diplomacia ensina.

Assistindo as falas do presidente Lula fiquei um pouco triste, mas bola pra frente!

Ah! E lembrei de Criolo, em Demorô: “onde falta respeito a amizade vai pro lixo…muda essa roupa, corta esse cabelo…” Qual o objetivo dessa descortesia com um aliado histórico?

Dinho Outro Preto deve ter participação cancelada no Carnaval do MA

O cantor Dinho Ouro Preto, vocalista do Capital Inicial, deve ter sua participação cancelada no Carnaval do Maranhão.

Diante da repercussão negativa após o anúncio e de um vídeo antigo que circula com Dinho fazendo críticas à cidade de São Luís (veja o vídeo acima), o cantor deve ser substituído por outra atração, apurou o blog junto a fontes gabaritadas do governo.

O cancelamento está em processo por conta de questões contratuais e deve ser anunciado nos próximos dias.

Vídeo: Bolsonaro chora, reclama de “tanta oposição” e diz que vida “acabou”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) declarou hoje que não é fácil governar com “tanta oposição” e, em tom de desabafo, disse que “sua vida praticamente acabou depois das eleições”. (veja no vídeo acima)

Com voz chorosa e visivelmente emocionado, o mandatário afirmou: “Não queira estar no meu lugar. Sabia que ia ser difícil, mas temos aqui uma prova viva que devemos lutar pelos nossos filhos”. Bolsonaro fez referência a jovens venezuelanos que visitaram nesta tarde o Palácio do Planalto e fizeram uma apresentação musical. O evento não constou na agenda oficial do presidente, que posteriormente ofereceu um lanche para o grupo de crianças e adolescentes.

“Estou um pouco emocionado porque eu já fui garoto. Lá atrás muitos brasileiros evitaram que o Brasil por causa de um regime, porventura, volte. Temos que nos conscientizar”, declarou ele, em referência aos governos petistas que o antecederam. Segundo Bolsonaro, a esquerda brasileira ajudou a eleger o ex-presidente venezuelano Hugo Chávez (morto em 2013) e seu sucessor, Nicolás Maduro. A Venezuela atravessa uma grave crise social nos últimos anos, o que levou a um intenso fluxo migratório nas fronteiras brasileiras. A região que mais recebeu pessoas do país vizinho foi Pacaraima, em Roraima.

Na visão de Bolsonaro, “alguns reclamam o tempo todo” e mesmo brasileiros teoricamente simpáticos ao governo “querem que a gente mude o país de um ano para o outro”. “Tem que ter uma conscientização no Brasil. Minha vida acabou… [pausa emocionada]. Praticamente acabou depois das eleições. Não estou reclamando disso. Peço apenas que os brasileiros pensem no seu país.”

Atenção: clique no sino vermelho ao lado e receba informações em tempo real do blog

“Ainda temos que definir”, diz Carlos Brandão sobre PRB em SLZ e Duarte Jr.

Questionado pelo editor do blog sobre a posição do PRB na eleição de São Luís e um possível apoio à candidatura de Duarte Jr. a prefeito, o vice-governador Carlos Brandão respondeu:

Ainda temos que definir. Por enquanto, estamos conversando“, afirmou Brandão ao blog.

Com o PCdoB praticamente já definido pela candidatura de Rubens Jr, a dúvida é saber se Duarte apoiará o nome comunista, Rubens ou disputará a sucessão do prefeito Edivaldo em outra sigla – em voo solo ou numa estratégia do grupo do governador Flávio Dino. E o PRB pode ser a principal opção, com a anuência dinista.

Ontem (16), o presidente do Solidariedade e secretário de Estado de Indústria e Comércio, Simplício Araújo disse com exclusividade ao blog que na conversa que teve com o deputado Duarte Jr. um dos assuntos tratados foi a possibilidade da ex-presidente do Procon, Karen Barros ser vice do ex-juiz Carlos Madeira na chapa para disputar a Prefeitura de São Luís.

“O Duarte Jr, não sendo candidato a prefeito, foi discutido na conversa que tivemos a alternativa de indicar a Karen Barros como vice do Madeira”, revelou Simplício ao blog. “Estamos construindo o diálogo no sentido da Karen se filiar a outro partido, o Cidadania, o PRTB, mas só se o Duarte não for candidato, que eu acho que vai ser por outra legenda”, contou.

Atenção: clique no sino vermelho ao lado e receba informações em tempo real do blog

Depois de 20 anos de atuação, apresentador de TV será candidato a vereador em Pinheiro

O apresentador Wellington Sérgio (PCdoB), 38 anos, lançou recentemente o seu nome como pré-candidato a vereador para o pleito de 2020 em Pinheiro.

Wellington Sérgio é atualmente o diretor executivo e o principal apresentador do programa Repórter Cidadão transmitido pela TV Paraíso Canal 7, afiliada à Rede Meio Norte. Em Pinheiro possui grande destaque pelo quadro Solidariedade que, em mais de 20 anos de atuação, já ajudou centenas de pessoas e famílias que bateram em sua porta em busca de ajuda.

Atualmente também é presidente da comunidade do Residencial Coqueiros, onde foi eleito pela massiva maioria dos moradores e tem se destacado pelas melhorias na organização, funcionamento e demandas junto aos órgãos públicos da cidade.

Sua decisão de disponibilizar seu nome para um mandato no legislativo se deu através da sua vocação para se relacionar, pelo reconhecimento do trabalho social que realiza há anos na cidade e inúmeros pedidos de telespectadores, amigos, familiares.

“A minha pré-candidatura se deve ao meu interesse pela política e por gostar de me relacionar com as pessoas. Sempre que elas me procuram faço o que posso para ajudar. Tenho um quadro dentro do meu programa de solidariedade, uma maneira que encontrei de ajudar os mais carentes do nosso município. Fiz pesquisas sobre o cenário político, conversei muito com a minha família e meus amigos. Já fui mencionado como um nome forte pela população e entendi que agora é o momento mais assertivo para fazer muito mais por Pinheiro”, declarou Wellington.

Welligton Sérgio, que atualmente é filiado ao PCdoB, é reconhecido na Princesa da Baixada como um dos principais oposicionistas da família Mendes que comandou a administração pública de Pinheiro por quase 16 anos.

DEM e PDT a caminho de aliança no Nordeste

Apesar do atual cenário de polarização política, direita e esquerda caminham para fechar uma importante aliança eleitoral no Nordeste: DEM e PDT devem compartilhar palanques nas eleições municipais deste ano em três capitais estratégicas: Salvador (BA), Fortaleza (CE) e São Luís (MA). O presidente nacional do Democratas e prefeito da capital baiana, ACM Neto, participou diretamente das costuras. A interlocutores, ele disse acreditar que a campanha eleitoral será focada em temas ligados à pauta das cidades, distante da nacionalização dos debates.

A parceria foi costurada em jantar em São Paulo no fim do ano passado entre Neto, Rodrigo Maia e Elmar Nascimento, pelo DEM, e Ciro Gomes, Carlos Lupi e André Figueiredo, pelo PDT.

Em São Luís, o DEM lançará o deputado Neto Evangelista e o PDT indicará o vice. Com informações do Estadão

A enigmática frase de Rubens Pereira

À esquerda acima Rubens Pereira e à direita o prefeito Ferdinando Coutinho; Caldeirão político e nebulosidade no cenário.

O matoense ainda tenta se situar na nova realidade política que se transformou o município. O rompimento do grupo do ex-deputado Rubens Pereira com o do prefeito Ferdinando Coutinho deixou muitos eleitores surpreendidos e avaliando o novo cenário que agora deverá contar com três forças políticas na disputa eleitoral para prefeito deste ano: O grupo do prefeito Ferdinando Coutinho, que é candidato a reeleição, o do ex-deputado Rubens Pereira, que deve apresentar a ex-prefeita Sueli Pereira como candidata e a pré-candidatura do advogado Gabriel Tenório, nome que já vinha sendo mantido contra os Pereira e Coutinho.

Em meio ao Caldeirão político que se transformou o município, as movimentações tem sido frenéticas e ainda é muito cedo para se avaliar quem poderá sair ganhando com essa nova realidade política que está em construção.

Para completar o cenário de nebulosidade política, uma frase dita pelo ex-deputado Rubens Pereira jogou mais fumaça densa na realidade atual matoense. Rubão afirmou que nas eleições que estão por vir a única certeza que tem é que em quem ele votar para prefeito ou prefeita será a candidatura vitoriosa do pleito. Para muitos, Rubens sinalizou claramente que rompido com Ferdinando ele poderá lançar a esposa pré-candidata, como anunciou que o fará,  ou voltar com Ferdinando (esta possibilidade é a mais remota) ou até mesmo apoiar Gabriel Tenório pelas oposições.

Em São Luis tratando da sua atividade como funcionário da Assembleia Legislativa, Rubão chega a Matões no próximo sábado (18), oportunidade que reunirá seu grupo para tratar dos planos que tem para a eleição que se aproxima.

Já o prefeito Ferdinando Coutinho, depois de mantar várias reuniões com aliados neste começo de semana, viajou e voltará a se reunir com aliados na próxima terça-feira, quando retorna da viagem. Do site do Elias Lacerda

Grupo de Bolsonaro recebeu R$ 335 mil de fundo criticado por presidente

Incomodado com críticas sobre a destinação de R$ 2 bilhões do Orçamento para bancar campanhas, o presidente Jair Bolsonaro tem pedido a apoiadores que não votem em candidatos que utilizam recursos públicos nas eleições. O problema é que o “boicote” pode prejudicar seus próprios aliados.

Levantamento do Estado mostra que pelo menos 15 parlamentares bolsonaristas tiveram parte dos gastos eleitorais em 2018 custeada com dinheiro do fundo eleitoral. Ao todo, foram R$ 335,2 mil recebidos, o que representa 17% do total arrecadado pelos então candidatos.

Na lista estão os deputados federais e estaduais que pretendem migrar para o Aliança pelo Brasil, partido que Bolsonaro tenta colocar de pé até abril, a tempo de disputar as eleições municipais de outubro. Inclui ainda o senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ),vice-presidente do Aliança pelo Brasil.

Flávio não recebeu repasses diretos do fundo eleitoral, mas, na prestação de contas enviada à Justiça Eleitoral, consta que seu ex-partido, o PSL, usou R$ 70 mil do dinheiro público para produzir adesivos e santinhos do então candidato ao Senado. O valor representa 10% dos R$ 712,2 mil arrecadados pelo filho “01” na campanha de 2018.

O fundo eleitoral é o principal mecanismo de financiamento público de campanhas e, em 2018, distribuiu R$ 1,7 bilhão. Ele foi criado em 2017 para compensar decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que proibiu doação empresarial.

Neste ano, na primeira eleição municipal abastecida majoritariamente com recursos públicos, o Congresso aprovou R$ 2 bilhões para financiar candidatos. Bolsonaro chegou a indicar que poderia vetar o valor. Depois, porém, mudou o discurso, sinalizando que deve sancionar a proposta. Ele tem até segunda-feira para decidir.

“Eu tenho um momento difícil pela frente que são os R$ 2 bilhões do fundão. Eu lanço a campanha: não vote em parlamentar que usa o fundão”, disse o presidente na sexta-feira passada. Nesta quarta-feira, 15, em frente ao Alvorada, voltou a dizer que o Aliança não usará recursos públicos. “A gente espera, brevemente, criar um partido, que não vai ter fundão neste ano nem em 2022. A gente não vai usar, porque é um dinheiro que sai, realmente, do povo, que podia ser aplicado melhor em outro local”, afirmou.

Assim que formalizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Aliança deve ganhar a adesão de pelo menos 27 deputados federais que hoje estão no PSL. Destes, 10 se elegeram com ajuda do fundo eleitoral. A que mais recebeu foi a deputada Major Fabiana (PSL-RJ). Foram R$ 85,5 mil, 90% dos R$ 95 mil que ela arrecadou em 2018. Estadão

Edivaldo reúne secretariado para definir diretrizes do plano de trabalho para 2020

O prefeito Edivaldo Holanda Junior reuniu o secretariado municipal para traçar as diretrizes de trabalho para o ano de 2020. Durante a reunião, realizada no final da tarde desta terça-feira (14), também foram apresentados os avanços ocorridos ao longo de 2019 e avaliadas as ações dos programas implantados pela gestão, bem como definidas as novas ações. O objetivo do gestor municipal é consolidar, ao longo de 2020, todos os investimentos que estão sendo feitos em São Luís desde 2013.

Durante a reunião, o prefeito Edivaldo fez um balanço positivo das ações desenvolvidas em 2019 e destacou que este será mais um ano de muito trabalho e bons resultados para São Luís, em todas as áreas.

“Fechamos o ano de 2019 de forma positiva, ampliando nossas ações em toda a cidade em diversas áreas da administração municipal. Ao longo de 2020 vamos manter o ritmo de trabalho dinâmico, concluindo todas as obras e demais políticas públicas já em andamento, ampliando, deste modo, a nossa presença nos bairros com ações que promovam a melhoria de vida da população”, disse o gestor municipal.

Veja o vídeo: Lula admite apoiar Flávio Dino para Presidente, mas fora do PCdoB

Em entrevista à TVT nesta quarta-feira (15), o ex-presidente Lula(PT) admitiu que pode apoiar o governador do Maranhão, Flávio Dino, a Presidente da República em 2022. Lula, no entanto, acha que Dino deve sair do PCdoB e se candidatar por outro partido. (veja no vídeo acima)

Admito, como não? O PCdoB já me apoiou quatro vezes. A dificuldade que não tenho de responder uma pergunta dessas e eu não tenho mais é que se você tiver um jornalista em um jornal qualquer que vá assistir o programa, vai dizer: ‘Lula vai apoiar Flávio Dino’. Eu gosto do Flávio Dino, acho ele uma figura competente, um companheiro da maior lealdade comigo em todo os meus processos, eu tenho por ele um apreço extraordinário. Agora veja, o PT é um partido muito grande comparado ao PCdoB“, afirmou Lula ao jornalista Juca Kfouri .

Questionado se Dino teria dificuldades de se eleger pelo PCdoB, Lula respondeu: “É difícil, e o Flávio Dino sabe disso”.

Atenção: clique no sino vermelho ao lado e receba informações em tempo real do blog