Advogados acusados de violência contra mulheres na disputa da OAB/MA é destaque nacional

O site Conjur – Consultor Jurídico, referência nacional em notícias ligadas a temas jurídicos e que cobre as eleições da OAB em todas as seccionais do Brasil, destacou nesta sexta-feira (29), uma triste notícia para a advocacia maranhense.

De acordo com a revista eletrônica, já chega a três o número de advogados que respondem na Justiça, por suspeita de agressão contra mulheres e que tentam representar advogados e advogadas maranhenses na OAB/MA, disputando cargos pela Chapa 4, que tem como candidato a presidente o atual tesoureiro Kaio Saraiva.

Grávida, uma das vítimas, que é advogada, relatou que seu ex-companheiro, que também é advogado e concorre ao cargo de Conselheiro Estadual na chapa 4, chegou a agredi-la fisicamente, mesmo gestante.

O processo tramita em segredo de justiça, na Comarca de São Luís, com número 15391-12.2018.8.10.0001

Para a advogada, é decepcionante saber que o seu agressor tenta ser representante das advogadas maranhenses na OAB/MA.

“Como é que uma pessoa que me agride vai ser meu representante na OAB/MA? Se a entidade que nos defende, que é par nos defender, está apoiando um cidadão desse, um agressor, a gente fica sem proteção, sem proteção jurídica, sem proteção de nada. Como é que eu vou adentrar na minha instituição, sabendo que meu agressor está lá?” desabafou a vítima.

Segunda a publicação, os outros dois agressores concorrem aos cargos de secretário-geral Adjunto e presidente da CAAMA, todos pela chapa 4, de Kaio Saraiva.

Ainda de acordo a publicação, o advogado Diego Sá, candidato a presidente da OAB/MA foi o único candidato a contestar a candidatura dos suspeitos de violência contra mulheres, e pedir junto ao Conselho Federal, indeferimento das candidaturas dos advogados que respondem por crime contra mulheres.

Leia a matéria do Conjur clicando aqui

Clique aqui para ler os pedidos de impugnações

Deixe uma resposta