‘Não é razoável’ aceitar qualquer atraso para o início da vacinação, diz Carlos Lula (presidente do Conass)

O presidente do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass), Carlos Lula, afirmou há pouco que não é “razoável” qualquer atraso para o início da vacinação da população no Brasil.

O secretário deu a declaração durante entrevista coletiva ao lado de João Doria, em São Paulo.

“Não é razoável que se aceite qualquer atraso ou paralisação não justificada para se iniciar de pronto a imunização de todo o país. Falamos isso com convicção, porque todos nós, os 27 secretários [estaduais de Saúde], defendemos o Plano Nacional de Imunização, que é uma construção sólida.”

Carlos Lula disse que o Plano Nacional de Imunização (PNI) é um “orgulho” para o Brasil. “Não é possível que, nesse momento, a gente vacile”, disse.

Segundo o secretário, o Ministério da Saúde precisa incorporar “todas as vacinas” eficazes e seguras no PNI. E criticou a falta de coordenação do governo federal:

“Desde o início da pandemia, já se mostrou que a ausência de uma coordenação nacional gera terríveis resultados. E o que os secretários de todo o país querem pedir ou salientar é que é necessário que haja uma coordenação nacional de enfrentamento da Covid-19 (…) e que deixemos de lado qualquer disputa política, que deixemos de lado qualquer animosidade para pensar em cuidar das pessoas.” O Antagonista

1 pensou em “‘Não é razoável’ aceitar qualquer atraso para o início da vacinação, diz Carlos Lula (presidente do Conass)

  1. Um cínico desse q tava aglomerado nas eleições, agora q vir com essa moral toda….esse Brasil é uma esculhambação msm … HIPÓCRITA ESQUERDOPATA desse !!!

Deixe uma resposta