Deputado Cleber Verde em terceiro no ranking em emendas no orçamento secreto em 2022

Casa do presidente Jair Bolsonaro desde novembro do ano passado, o PL se tornou em 2022 o partido com o maior volume de indicações ao orçamento secreto, mecanismo de distribuição de verba pública utilizado pelo governo para angariar apoio no Congresso. Parlamentares da legenda solicitaram em ano eleitoral R$ 699 milhões de recursos públicos para serem gastos em seus estados. Com isso, a sigla superou o PP, mais agraciado nos últimos dois anos e que agora está em terceiro lugar, atrás também do MDB.

Dentre as cinco legendas com as maiores fatias de indicações de 2022, estão PL, PP e Republicanos, expoentes do Centrão e integrantes do núcleo duro da pré-campanha do presidente à reeleição.

O parlamentar que mais assinou destinações até maio deste ano foi o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). Ele teve direito a indicar R$ 134 milhões, 300 vezes mais do que a média por deputado, de R$ 434 mil. Em terceiro no ranking o deputado federal maranhense Cleber Verde, que indicou R$ 26,3 milhões.

O orçamento secreto foi um instrumento criado no atual governo por meio do qual parlamentares indicam como e onde o Executivo deve gastar parte de seu caixa. Eles o faziam sem que seus nomes fossem divulgados. Por determinação do STF, porém, o Congresso foi obrigado a enviar à Corte quem destinou verbas em 2020 e 2021, biênio em que os congressistas usaram o mecanismo sem transparência para irrigar seus redutos com R$ 36,4 bilhões.

Deixe uma resposta