“Não há condições sociais para fazer lockdown”, diz Flávio Dino

O Governador do Maranhão, Flávio Dino, descartou nesta quinta-feira (11) o fechamento total das atividades neste momento no Maranhão. Durante entrevista a TV Difusora Sul, Dino esclareceu que, apesar de respeitar o pedido da Defensoria Pública, neste momento não há condições sociais para fazer lockdown.

“Eu, na condição de governador do Maranhão, não farei lockdown em todo o estado. Os prefeitos municipais podem, se acharem necessário, fazer nas suas cidades. Mas lockdown nas 217 cidades do Maranhão, neste momento, eu não farei”, disse.

Para o governador, é necessário ponderar e optar por restrições equilibradas que possam ajudar a combater a transmissão da covid-19.

“Não posso ir nem para um extremo nem para o outro. Em um extremo, está uma atitude irresponsável do liberou geral. No outro extremo, está fazer lockdown toda hora em uma sociedade em que a maioria extrema do povo não tem comida estocada em casa. A pessoa trabalha em um dia para comer a noite ou no dia seguinte”

Flávio Dino também esclareceu sobre o pacto firmado entre governadores para o combate a pandemia. Para ele, é necessário que cada um faça a sua parte.

“Há um esforço de que haja um pactuação dos três poderes em nível nacional (executivo, legislativo e judiciário) e também das três esferas federativas (Governo Federal, governos estaduais e prefeituras). O coronavírus não pertence a uma só esfera de governo ou um só nível de governo, o coronavírus é uma atribuição de todo o sistema de saúde (…) O que nós estamos propondo é que o presidente da Câmara e do Senado liderem essas medidas relativas a vacinação, prevenção e a garantia da sustância hospitalar à população em todo país”. (Do MA 10)

Deixe uma resposta